26/11/2018 às 16h38min - Atualizada em 26/11/2018 às 16h38min

Em Oriximiná dos 8 médicos cubanos que trabalhavam no município 5 já deixaram a cidade e hoje foi a despedida dos últimos 3

Com o fim do programa mais médicos entre Brasil e Cuba, os profissionais da saúde estão deixando o pais, o governo brasileiro já abriu edital para preencher as vagas deixadas pelos médicos cubanos.

Por: Márcio Garcia
Fotos: Márcio Garcia
ORIXIMINÁ – Por mais que se possa buscar divisão de ideologias, ou forma de governar, sempre quem está no meio de tudo isso é o ser humano, e por sua natureza adquirem um certo vinculo. Assim aconteceu na cidade de Oriximiná com o fim do programa mais médicos, aos poucos e com tristeza dos dois lados, de quem parte e de quem fica os profissionais da saúde, vão deixando o município e consequentemente o pais.

Não se pode negar, que com mais de 2 anos trabalhando em um mesmo local, não tenha conquistado, amigos ou até mesmo em outros casos se construído famílias.

A despedida
Dos 8 médicos cubanos que estavam em Oriximiná, 5 já voltaram para Cuba, e hoje a Secretaria de Saúde junto com amigos preparou um café da manhã, para dar adeus aos últimos 3 médicos que estão saindo hoje da cidade. A despedida foi um momento triste, um vídeo foi passado aos presentes mostrando vários momentos da ação e da doação dos profissionais cubanos durante mais de dois anos de serviços prestados ao povo Oriximinaense.

Nosso correspondente Márcio Garcia falou com a secretária de Saúde de Oriximiná Tatiane Mazon, onde aproveitou o memento para agradecer aos cubanos pela sua dedicação ao povo de Oriximiná: “Eles cativaram muito agente, pelo jeito humildes deles de ser... Pelos serviços prestados ao município... este é o momento de agradecimento, por fazerem uma medicina comunitária, chegando na casa das pessoas, atendendo as suas necessidades, com atuação também nos interiores, este é o momento de gradecer sim.... foi uma perca tão repentina de 8 profissionais tão bem gabaritados, formados e habilitados... eles que nos acompanhavam nas ações de medicina itinerante e tantas outras ações onde sabíamos que podíamos contar com eles, hoje é um dia triste, uma palavra que eu gostaria de deixar a eles é a palavra da gratidão, o sentimento de gratidão”.
 
Tatiane Mazon, falou que das 8 vagas deixadas pelos cubanos, 3 já foram preenchidas com médicos brasileiros, e entende que as demais vagas, serão preenchidas devido a cidade de Oriximiná ser uma cidade muito boa para se viver e trabalhar.

Segundo a médica Cubana Kátia Matos que falou ao Portal Obidense, o sentimento é de tristeza, mas também de dever cumprindo: “Sim... ficamos triste de deixar o povo brasileiro, aqui na cidade de Oriximiná, fomos muito bem acolhidos, estamos muito triste, de uma ida assim inesperada, repentina, não esperávamos isso, mas estamos indo com uma certeza que nosso dever aqui no Brasil foi cumprido, tiramos o melhor de nós para o povo brasileiros e ainda temos a certeza que um dia vamos voltar para continuar nosso trabalho, muitos momentos passado aqui, não iremos esquecer, mas o que marcou e que levamos em nosso coração foi o acolhimento do povo de Oriximiná, e que deixamos a certeza que os médicos cubanos estão de braços abertos ao povo brasileiro”


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.6%
10.1%
1.8%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
33.9%
1.5%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp