28/07/2018 às 18h37min - Atualizada em 28/07/2018 às 18h37min

Secretaria do estado do Pará, suspendeu 7 servidores investigados por suspeita de formação de quadrilha quando atuavam na base candiru.

Segundo informações, os auditores fiscais, forneciam informações sigilosas quanto à movimentação no porto de Óbidos de outros órgãos de fiscalização, como a Polícia Federal e Marinha Do Brasil.

Por: Elton Pereira
ÓBIDOS - A Sefa (Secretaria de Estado da Fazenda) do Pará, por decisão do TJ (Tribunal de Justiça) do Pará), suspendeu 7 servidores públicos estaduais presos no âmbito da operação Candiru, deflagrada em 2014 e cujo epicentro foi a cidade de Óbidos, oeste do Pará. A portaria de suspensão das “atividades laborais” dos servidores foi publicada nesta semana.

A suspensão é retroativa a 1ª de janeiro de 2014. Os servidores, porém, continuaram a receber seus vencimentos, ao todo 11 pessoas foram presas na operação Candiru, das quais 10 são da SEFA.

De acordo com as investigações, os denunciados fariam parte de uma quadrilha organizada para a prática de crimes do tipo corrupção ativa e passiva, violação de sigilo funcional e crime contra ordem tributária.

Os servidores criaram um esquema para fiscalizar embarcações que passavam em frente da cidade de Óbidos, com produtos sobre os quais deveriam incidir tributos em troca financeira.

Ficou também constatado nas investigações que eles forneciam informações sigilosas quanto à movimentação no porto de Óbidos de outros órgãos de fiscalização, como a Polícia Federal e Marinha Do Brasil.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.6%
10.1%
1.8%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
33.9%
1.5%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp