28/04/2018 às 10h18min - Atualizada em 28/04/2018 às 10h18min

Deputado paraense, Wladimir Costa, se envolveu em mais uma polêmica. Ao discursar, parou e foi tirar satisfação com uma pessoa da plateia agredindo com um tapa

Por: Márcio Garcia

PARÁ - O ato covarde e pode ser considerado criminoso, aconteceu no município de Jacundá, onde o deputado federal Wladimir Costa (Solidariedade PA) estava discursando em um evento da prefeitura, realizado na praça pública do município, quando um professor da rede estadual e municipal de educação se manifestou e o parlamentar se aproximou e lhe deu o microfone. Ao pedir que o deputado explicasse a tatuagem de Temer, que supostamente Wladimir Costa teria na bunda, o cidadão levou um forte tapa no rosto e foi contido e espancado por seguranças do deputado ao lado do delegado de polícia da cidade, que estava ao lado do professor, que foi chamado de vagabundo pelo deputado.

O vídeo está viralizando nas redes sociais e completa a saga de escândalos e polêmicas do deputado que se auto-proclama "federal do povão".

A vítima se chama Therezo de Souza Neto, tem 49 anos, é pai de família e tem uma filha. Como professor de Sociologia, leciona a disciplina Estudo Amazônicos e estava com outros professores na praça, quando sentiu-se indignado por ouvir o parlamentar - que votou contra as investigações das denúncias de corrupção em que Michel Temer está envolvido - dizer que uma academia ao ar livre iria trazer uma vida nova às crianças de Jacundá.

O delegado Sérgio Máximo, que presenciou todo o fato, ao lado da vítima, nada fez para conter a agressão e recusou-se a testemunhar em favor do agredido, dizendo que estava ali como cidadão e não como delegado da cidade.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp