03/12/2015 às 12h45min - Atualizada em 03/12/2015 às 12h45min

Campanha visa combater a violência contra a mulher em Óbidos

Intitulada como “Os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher” a campanha ganhou as ruas com programação diferenciada

Por: Martha Costa
Foto: Divulgação

ÓBIDOS - A violência contra a mulher é um tema que embora muito debatido ainda gera um certo constrangimento social, de um lado a falta de conhecimento e do outro o preconceito podem ser dois dos maiores aliados desse crime tão comum e que faz milhares de vítimas todos os dias. Em Óbidos, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SEMDES) realiza desde o dia 25 de novembro várias ações visando chamar a atenção da população e acredite, a violência psicológica é muito maior que a agressão física que nem sempre é denunciada as autoridades.

De acordo com a psicóloga do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) Ana Paula Ferreira, o número de agressões físicas registrado em Óbidos é alarmante e o objetivo da campanha é alerta a sociedade para esta realidade.  “Quase todos os dias o CREAS recebe tanto do poder judiciário, com relação às medidas protetivas daqueles casos que já geraram processo, quanto das demandas espontâneas, um número muito grande

de mulheres vítimas de violência e a violência não é só física, e a campanha visa sensibilizar as mulheres para que elas não esperem chegar a agressão física para denunciar”, falou a psicóloga que reconhece que hoje o maior desafio do CREAS é fazer a sociedade acreditar que a mulher não é culpada pela agressão sofrida.

O medo e a dependência financeira são hoje alguns dos principais fatores que fazem com que muitas vítimas de agressões físicas e psicológicas se calem, e quando a mulher encontra forças para falar, a falta de apoio emocional contribui para que abandone o acompanhamento. “A maior dificuldade encontrada dentro do CREAS é manter essa mulher no acompanhamento, infelizmente no decorrer do acompanhamento eles acabam desistindo seja por medo, por dependência financeira e a ideia é mostrar que essa mulher ela é vítima de um crime que precisa de uma punição”, enfatizou a psicóloga.

A Campanha “Os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”, teve início no dia 25 de novembro com uma mesa redonda sobre o tema e de acordo com a Secretária de Desenvolvimento Social, Amanda Filizolla, a bandeira pelo fim da violência contra a mulher necessita ser levantada todos os dias.  “A Campanha visa combater os vários tipos de violência sofrida pela mulher, então nós tivemos palestras nos Centros de Convivência, e nas nossas Escolas e Associações e tivemos as blitz de sensibilização e essa é uma luta que deve ser de toda a sociedade. Infelizmente a violência contra a mulher acontece às vezes tão perto de nós e a gente finge que não vê, todos nós devemos lutar contra essa realidade”, finalizou a secretária.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.5%
10.2%
1.8%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
33.3%
1.8%
3.8%
4.7%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp