19/11/2015 às 09h18min - Atualizada em 19/11/2015 às 09h18min

Queda nas vendas no centro comercial preocupa lojistas obidenses

A expectativa do setor é de que as vendas aumentem no período das festas de final de ano.

Da Redação
Foto: Mauro Naian Gomes

ÓBIDOS – A crise econômica que está afetando o país, dessa vez saiu dos noticiários, para a realidade da população obidense. As dificuldades econômicas obrigaram a Prefeitura de Óbidos, a maior empregadora do município, a cortar gastos e enxugar a folha salarial, medidas que tiveram impacto direto em outro setor importante do município, o comércio local.

No centro comercial de Óbidos as expectativas para as vendas de final de ano, são um misto de preocupação e esperança de dias melhores para o setor. Empresários e funcionários estimam que com o cenário atual, as vendas desse ano, registrem queda em comparação com o mesmo período de 2015.

Se as projeções para dezembro preocupam, a situação atual é ainda mais desestimulante. A gerente de loja Cleuziete Pinheiro, afirma que as vendas caíram muito nos últimos meses. Otimista, ela espera que as festas de final de ano melhorem a situação dos lojistas. “A nossa clientela diminuiu bastante, a gente esperava ter um lucro maior nesses últimos meses, mas não foi muito bom, o rendimento caiu e a crise está afetando todo mundo. Nós esperamos que melhore, não digo 100% mas pelo menos, uma porcentagem boa para cobrir despesas e pagar os salários dos funcionários”.

Um dos reflexos da baixa nas vendas é a movimentação na Praça José Veríssimo, onde está concentrado o maior número de empresas do centro comercial. Em plena segunda-feira, um dos dias da semana de maior fluxo de pessoas no comércio, a área estava praticamente fazia. “Nossa expectativa para dezembro é recuperar as vendas perdidas nesses meses anteriores. No natal e ano novo sempre é o melhor período para melhorar nossas vendas”, disse José Portela, gerente de uma loja de calçados.

Com o início do pagamento do 13º salário dos servidores federais e estaduais, a expectativa do desbloqueio do Seguro-Defeso e a espera pelo pagamento do décimo dos funcionários da Prefeitura de Óbidos, os comerciantes aguardam pelo aumento nas vendas “Esperamos que melhore devido está saindo o 13° dos funcionários de algumas repartições, ainda estamos com a esperança de sair o seguro defeso dos pescadores e isso dá uma melhorada no movimento no comércio”, ressaltou Ricardo Tourão, proprietário de uma loja de celulares.

Até mesmo setores fortes, como o de transporte fluvial de cargas e passageiros, estão sentindo os efeitos da crise. “Registramos um movimento muito baixo nesses últimos meses, pouquíssimos passageiros, poucas cargas. Estamos esperançosos para esse final de ano, onde o fluxo de passageiros aumenta, os rendimentos melhorem para que a gente possa cobrir as despesas”, afirma Marivaldo Soares, gerente de embarcação.

Em entrevista ao Portal Obidense, Gustavo Farias, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Óbidos (ACEO), disse que o momento é complicado e exige versatilidade dos empresários superar a crise. “O comércio reduziu, o ramo empresarial está passando por um processo de mudança, tentando se adequar a essa bendita crise que tem nos assolado, então acho que procuramos sempre na medida do possível buscar maneiras para melhorar a nossa lucratividade. Através da ACEO estamos engajados, trazendo cursos para justamente proporcionar esse diferencial na hora da crise, estamos buscando outros mecanismos para sairmos mais fortes desse momento difícil”.

Com o cenário econômico apontando para queda nas vendas e na geração de emprego, durante o período mais aguardado do ano pelos comerciantes obidenses, é preciso ter cautela.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp