29/12/2023 às 15h25min - Atualizada em 29/12/2023 às 15h25min

‘PL da Censura’ será prioridade da ala governista em 2024

PL 2630 é alvo de críticas e tem desaprovação até mesmo entre especialistas cibernéticos.

Da Redação
Conexão Política

Portal Obidense  Publicidade 790x90

Foto: Reprodução

BRASIL - Em 2024, a extrema esquerda vai apoiar-se em duas narrativas para emplacar suas pautas. São elas: a morte de Jéssica Vitória, jovem de 22 anos vítima de calúnia e difamação, e de PC Siqueira, que cometeu suicídio.

Orlando Silva (PCdoB-SP), relator do Projeto de Lei 2630 (PL das Fake News), conhecido popularmente como PL da Censura, tem dito que há espaço na agenda política para retomar o debate sobre a regulação das redes sociais. O deputado sugere que as discussões serão retomadas após o recesso parlamentar de fim de ano, destacando a possibilidade de avanço na pauta caso pontos polêmicos sejam ajustados no texto.

“Creio que há espaço para debater o tema novamente. Será na volta do recesso. O governo precisará dar um passo atrás em um ou dois pontos para que, creio, seja possível construir a maioria”, afirmou Orlando, sinalizando abertura para ajustes na proposta.

O relator alega que um dos motivos para a retomada do debate é a invasão da conta da primeira-dama, Janja da Silva, no X, antigo Twitter. O secretário executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, também se manifestou sobre o assunto, garantindo que o PL das Fake News será prioridade em 2024.

“Nós temos dialogado com o Congresso, com os presidentes da Câmara e do Senado, porque é inevitável que nós tenhamos no Brasil uma regulamentação das redes, e isso não se confunde com coibir liberdade de expressão, mas sim com liberdade para praticar crimes”, externou Cappelli. Ele disse ainda que a regulamentação acompanha as melhores práticas internacionais e que o PL 2630 reflete tendências adotadas mundialmente.

Portal Obidense  Publicidade 790x90


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp