22/12/2023 às 08h35min - Atualizada em 22/12/2023 às 08h35min

Aliado político de Maduro e Ortega, Lula fala em não sair mais do poder

Em caso de sorte, petista avalia que o lulopetismo deveria ser 'eleito' para sempre.

Da Redação
Conexão Política

Portal Obidense  Publicidade 790x90

Foto: Reprodução

BRASIL - Nesta terça-feira, 19, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva queixou-se de seu histórico eleitoral e de suas vitórias serem atribuídas à ‘sorte’ e afirmou que, se isso é procedente, ele deveria ser reeleito indefinidamente.

“Se é verdade que eu tenho sorte, o povo deveria me eleger para sempre. Esse País está precisando de tanta sorte que a gente não deveria sair mais”, afirmou o líder petista em uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

Com base na lei, não é possível ser eleito !para sempre’, como sugeriu Lula, considerando o fato de um chefe do Executivo só pode assumir dois mandatos consecutivos. Apesar disso, existe abertura para que um ex-presidente volte a concorrer ao cargo em um período não consecutivo ao seu mandato.

A fala de Lula, no entanto, é perigosa e acende alerta, uma vez que o esquerdista é amigo de ditadores como Nicolas Maduro e Daniel Ortega, que comandam dois regimes ditatoriais na América do Sul.

Em muitos dos países que se transformaram em ditatórias, os ocupantes do Executivo emendaram um mandato após o outro, minando garantias legais para usurpar gradativamente as instituições.

Em uma democracia de fachada, líderes de extrema-esquerda atuam aumentando a própria estrutura de poder, investindo também em medidas de enfraquecimento dos rivais políticos, além de perseguir opositores e enfraquecer a sociedade civil.

 

Portal Obidense  Publicidade 790x90


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp