23/05/2023 às 09h48min - Atualizada em 23/05/2023 às 09h48min

Congresso faz sessão para alertar sobre o excesso de impostos no Brasil

Os parlamentares defenderam uma reforma tributária que não comprometa a renda das famílias e a viabilidade das empresas.

Da Redação
Da Rádio Senado
FOTO: Reprodução/ Da Rádio Senado

BRASIL - O Dia Livre de Impostos é um projeto da Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem. É quando milhares de lojistas em várias partes do país comercializam produtos sem tributação para alertar sobre o excesso e a complexidade dos impostos cobrados no Brasil. Os descontos, tanto online, quanto fisicamente, podem chegar a até 70%. De acordo com o Istituto Brasileiro de Planejamento e Tributação, o brasileiro gasta mais de 40% do rendimento médio com o pagamento de tributos. O Brasil ficou em décimo-quarto lugar entre 30 países pesquisados que mais arrecadam imposto. E em último lugar em termos do retorno do dinheiro para a população. O Congresso Nacional realizou nesta segunda-feira uma sessão solene para alertar sobre esses problemas. O senador Efraim Filho, do União da Paraíba, presidiu a reunião e defendeu uma reforma tributária que implante um sistema justo no Brasil. Ele afirmou que essa justiça tem que ir além do financiamento de políticas sociais básicas. 

Mas que possa fazer com que cada cidadão contribua para esse financiamento do Estado, sem comprometer exageradamente sua renda e a renda da sua família. 

Efraim lembrou ainda que o sistema tributário deve ser a base de um ambiente de negócios saudável para que mais empresas possam gerar emprego e renda no Brasil. O senador Alan Rick, do União do Acre, também defendeu um sistema tributário mais eficiente e destacou alguns avanços aprovados pelo Congresso Nacional que já melhoraram o ambiente de negócios no país. 

A lei geral das micro e pequenas empresas, o Pronamp, o cadastro positivo, a reforma trabalhista, a lei da liberdade econômica, mais recentemente. 

José César da Costa, Presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, explicou por que o movimento que eles ajudaram a criar defende um sistema tributário mais justo. 

Uma iniciativa que carrega esperança em um sistema de arrecadação justo, eficiente, e que sirva de base para o aumento da competitividade, da produtividade e da redução das enormes diferenças sociais que separam o Brasil do mundo civilizado. 

Os produtos com mais impostos no país incluem cachaça, jogos de vídeo game, gasolina, relógios e peixes.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp