04/04/2023 às 20h27min - Atualizada em 04/04/2023 às 20h27min

MST dá início às invasões do ‘Abril Vermelho’ | Portal Obidense

Movimento invadiu três áreas de 800 hectares pertencentes a uma usina, em Pernambuco

Da Redação
revistaoeste.com
revistaoeste.com

BRASIL - Pelo menos 250 militantes do Movimento Sem Terra (MST) invadiram três áreas pertencentes a uma usina, na cidade de Timbaúba, em Pernambuco, na madrugada de segunda-feira 3. A área é de cerca de 800 hectares. A invasão deu início ao chamado Abril Vermelho, organizado anualmente pelo movimento, para invadir propriedades, para pressionar por reforma agrária.
 

Em comunicado, o MST informou que as áreas invadidas são improdutivas e “que não cumprem a função social, que é produzir alimentos para a sociedade”. Afirma também que a situação atual da região invadida é “predatória e tem impactos à natureza”.
 

O movimento alegou que as terras são pertencentes ao governo de Pernambuco e que foram griladas pela usina.
 

O documento divulgado pelo MST cita ainda o artigo 184, da Constituição, que diz que a União deve “desapropriar por interesse social, para fins de reforma agrária, o imóvel rural que não esteja cumprindo sua função social, mediante prévia e justa indenização em títulos da dívida agrária”.
 

Fazendeiros se organizam na Bahia
 

Na Bahia, fazendeiros preocupados com a inércia dos governos de Lula e de Jerônimo Rodrigues, governador do Estado, em conter as invasões de propriedades rurais, estão se organizando, com apoio de prefeituras e de entidades de classe, para enfrentar o Abril Vermelho.
 

Um dos organizadores do movimento de resistência é o fazendeiro Luis Uaquim, que produz cacau e cria gado em Ilhéus. Entrevistado pela CNN Brasil, ele disse que “o movimento é uma reação ao governo Lula”. “A mudança de governo na esfera federal trouxe de volta uma política — apoiada pelo PT — das invasões de terra”, declarou o fazendeiro. E acrescentou: “Isso acaba sendo pior na Bahia, porque o PT governa o Estado há 16 anos, então o MST encontra aqui solo fértil para invadir”.

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp