28/03/2023 às 11h25min - Atualizada em 01/04/2023 às 11h25min

Hospital 9 de Abril já atendeu mais de 350 mil pessoas em uma década

Administrado pela Associação Lar São Francisco na Providência de Deus (ALSF), a implantação do Hospital, em Juruti, é uma iniciativa apoiada pela Alcoa

Por: Katiane de Jesus
Fonte: Alcoa

Hospital 9 de Abril completa 11 anos de funcionamento. Foto: Alcoa

JURUTI - O Hospital 9 de Abril na Providência de Deus, no município de Juruti, Oeste do Pará, completa 11 anos de existência. Mais que uma homenagem ao município de 60 mil habitantes localizado às margens do Rio Amazonas e que completa 140 anos, a unidade é uma referência em saúde na região do Baixo Amazonas, ultrapassando a marca dos 350 mil atendimentos médico-hospitalares, consultas e cirurgias.
 

Administrado pela Associação Lar São Francisco na Providência de Deus (ALSF), a construção e aquisição de equipamentos do Hospital foram iniciativa da Alcoa, por meio da Agenda Positiva, conjunto de iniciativas voluntárias da Companhia para fomentar o desenvolvimento do município, onde opera uma mina de bauxita há 14 anos.
 
A estrutura do prédio inclui 57 leitos, três salas de cirurgia e uma sala de parto. Ao todo, são doze especialidades: ortopedia, pediatria, clínica médica, neurologia, ginecologia e obstetrícia, cirurgia geral, cardiologia, urologia, dermatologia, exames de imagem, exames laboratoriais e exames cardiológicos. Também dispõe de um amplo laboratório e serviço de diagnóstico por imagem, com a realiz
ação de exames de Raio-X, mamografia, endoscopia, ultrassonografia e tomografia.
 
 
 
Para o Frei Jorge Sena, Diretor do Hospital, o diferencial do 9 de abril está no atendimento humanizado e na dedicação de toda a equipe. Todos os setores que compõem o hospital fazem a diferença na vida do paciente.


 
Para mim, é de uma grandiosidade imensa fazer parte deste projeto inserido na cidade de Juruti, onde realizamos diversos serviços, atendendo a população, oferecendo uma saúde digna e de qualidade”. Destaca o Frei

Juruti só tem cada vez mais a ganhar. Rogamos as bençãos de Deus sobre o município, sobre os parceiros e todos aqueles que diariamente passam por este hospital. 



Entre 2020 e 2022 a unidade foi referência no enfrentamento à pandemia do Covid-19, quando disponibilizou 10 leitos para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outros 15 leitos para a clínica médica. Nos dias atuais, vem realizando diversos mutirões de cirurgias, entre eles o mutirão de cirurgias oftalmológicas (Catarata e Pterígio) proporcionando qualidade de vida para pacientes que quase perderam a visão.
 
O oftalmologista 
Alex Sá, oftalmologista especialista em cirurgias que tratam a Catarata e o Glaucoma, é um dos profissionais que atuam na unidade durante os mutirões. Natural do Rio de Janeiro, e residente em Manaus, Alex realizou diversos procedimentos no Baixo Amazonas.  
  
“Fazemos cirurgias em pacientes triados no Barco Papa Francisco, vindos de diversas comunidades ribeirinhas e cidades mais afastadas. A gente sabe que hoje, a Catarata é a principal causa de cegueira no mundo inteiro e um dos motivos é a falta de acesso aos serviços de prevenção. Então, estamos aqui no Hospital 9 de Abril para cuidar desses pacientes como apoio de uma equipe preparada que nos dá suporte hospitalar”, explica o profissional ao reforçar a importância da estrutura da unidade”.
 
 

Nos últimos anos foram 17 ações de cirurgia, das quais 8 foram dedicadas à oftalmologia, resultando em 520 pessoas com a visão restaurada. Aos 51 anos, Raimunda Castro Seixas foi uma das pacientes que passaram por procedimento oftalmológico de Catarata.
“Estou muito feliz e agradeço a Deus por 
ter recebido essa benção. Creio em Deus que vou ficar bem da minha vista, assim como todos os pacientes que fizeram a mesma cirurgia. Agradeço aos enfermeiros e médicos que nos trataram muito bem”, disse a paciente.   
 
 
E os desafios não param. A unidade que mantém atendimento referenciado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para tratamento de média complexidade, segue elevando o padrão e busca atender pré-requisitos para se tornar cada vez mais uma estrutura de nível regional. O convênio com o Governo do Estado do Pará, firmado em 2018, está em processo de revisão, com o objetivo de ampliar os atendimentos.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp