20/03/2023 às 09h19min - Atualizada em 20/03/2023 às 09h19min

Mercado projeta queda na inflação e PIB menor para 2023 | Portal Obidense

Boletim Focus foi divulgado nesta segunda-feira, 20, pelo Banco Central

Da Redação
revistaoeste.com
Imagem da internet

BRASIL - Pela primeira vez em 2023, o Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, 20, pelo Banco Central, projetou a queda da inflação. Foram 11 semanas de alta, uma de estabilidade, uma de queda, uma nova alta e, agora, no relatório divulgado hoje, a projeção é de queda. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2023 foi projetado pelos analistas de mercado em 5,95%, ante 5,96% na semana passada.
 

Porém, os analistas projetam inflação maior para 2024, 2025 e 2026 na comparação com as projeções da semana passada. Em 2024, a projeção do IPCA passou de 4,02% para 4,11%; em 2025, de 3,8% para 3,9%; e em 2026, de 3,79% para 4%.
 

O crescimento da economia também teve queda. A projeção dos analistas de mercado para esta semana foi de 0,88%, ante 0,89% na semana passada. A tendência de queda do PIB se mantém para os três anos seguintes. Para 2024, os analistas projetaram PIB de 1,47% nesta semana, ante 1,5% na semana passada; para 2025, a queda na projeção foi de 1,8% para 1,7%; e para 2026, de 1,98% para R$ 1,8%.
 

uanto à taxa anual de juros, o boletim prevê, pela quinta semana seguida, estabilidade. A Selic deve fechar 2023 em 12,75%. Hoje a taxa está em 13,75%. Os analistas também mantiveram as projeções da semana anterior para a Selic em 2024 e 2025, em 10% e 9%, respectivamente. 
 

Quanto à taxa de câmbio, pela quinta semana consecutiva, a projeção é de que o dólar feche 2023 cotado a R$ 5,25.
 

Divulgado toda segunda-feira, o Boletim Focus resume as estatísticas calculadas considerando as expectativas de mercado coletadas até a sexta-feira anterior à sua divulgação. O relatório traz a evolução gráfica e o comportamento semanal das projeções para índices de preços, atividade econômica, câmbio, taxa Selic, entre outros indicadores. As projeções são do mercado, não do BC.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp