09/02/2023 às 10h15min - Atualizada em 09/02/2023 às 10h15min

Manifestação pela democracia marca um mês da invasão às sedes dos três Poderes | Portal Obidense

A atuação do legislativo nas investigações e a continuação das atividades das instituições democráticas também foram mencionados.

Janaína Araújo
Da Rádio Senado
Da Rádio Senado

BRASIL - Um mês após a invasão e vandalismo das sedes dos Três Poderes em Brasília, aconteceu nesta quarta-feira, no Congresso Nacional, uma manifestação convocada pelo Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo, o Sindilegis, denominada “O caminho inverso: ato pela democracia”. No Salão Negro, primeiro local a ser invadido pelos vândalos, o ato começou com o Hino Nacional nas vozes dos corais da Câmara dos Deputados, do Senado e do Tribunal de Contas da União. 
 

Entre pronunciamentos de parlamentares e vídeos com mensagens de apoio à celebração do combate aos atos antidemocráticos enviados por representantes de várias entidades, como a Organização dos Estados Americanos, a OEA, os primeiros a falar foram os policiais das duas Casas do Congresso. O coordenador-geral da Polícia Legislativa do Senado, Gilvan Viana, agradeceu o apoio do Sindilegis e das diretorias e presidências do Senado e da Câmara, além de ressaltar o papel dos policiais legislativos. 

 

Gilvan - Nós estamos e estaremos sempre à disposição pra mantermos um Poder Legislativo independente, autônomo e com isso deixar a democracia cada vez mais forte. Então nesse sentido nós estaremos sempre a postos.  

 

Na avaliação da senadora Soraya Thronicke, do União de Mato Grosso do Sul, muitos brasileiros ainda não perceberam a gravidade do que ocorreu em 8 de janeiro. Ela defendeu que os parlamentares participem das investigações dos atos de vandalismo. 

 

Soraya - Eu fiz o requerimento de abertura da CPI para investigação dos atos antidemocráticos do dia 8. Hoje nós temos 37 assinaturas, dez a mais do que o necessário. Nós não podemos nos furtar deste compromisso e deste dever principalmente porque uma CPI tem o condão pedagógico perante a sociedade. As CPIs tramitam abertamente nos depoimentos e isso é importante para que a sociedade entenda a gravidade do que aconteceu no dia 8. Com a democracia não se brinca. 

 

O senador Weverton, do PDT do Maranhão, considera que o exercício da democracia é uma das formas de superar os atos ocorridos na Praça dos Três Poderes. 

 

Weverton - Este 8 de janeiro já está sendo superado, mas nunca será esquecido e pra isso nós temos que exercitar ainda mais a democracia não só dentro do Congresso Nacional mas em todas as agendas que tratem de verdade das pessoas. Nós do PDT e como membro da Mesa Diretora do Senado Federal iremos sempre defender a agenda do trabalho, a agenda que importa que é de verdade olhar para as pessoas. 

 

Entre outros servidores da Câmara e do Senado, o presidente do Sindilegis, Alison Souza, destacou o trabalho daqueles que limparam o Palácio do Congresso e recuperaram suas obras de arte. Ele também agradeceu o apoio de sindicatos dos outros Poderes, da Ordem dos Advogados do Brasil e de integrantes da coalizão Capitol Strong, formada por entidades que se uniram após a invasão do Congresso dos Estados Unidos. O ato foi finalizado com os servidores públicos diante do Congresso Nacional após fazerem o caminho inverso ao dos invasores do dia 8 de janeiro, saindo do Salão Negro pela rampa.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp