20/12/2022 às 22h50min - Atualizada em 20/12/2022 às 22h50min

Regional do Baixo Amazonas já realizou 34 mil atendimentos a pacientes oncológicos em 2022 | Portal Obidense

Unidade é referência no serviço para uma população de 1,4 milhão de habitantes

Da Redação
Agência Pará
Agência Pará
 
PARÁ - A dona de casa Auricelia Rebelo, de 42 anos, viveu um momento de muita emoção na última quinta-feira (15). Ela tocou o sino da vitória por ter encerrado seu tratamento contra um câncer de mama no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) Dr. Waldemar Penna, em Santarém, no oeste paraense.

 
A dona de casa descobriu a doença em 2021 e passou por consultas, exames, sessões de quimioterapia e radioterapia, além da cirurgia para a retirada do tumor na unidade, que pertence ao Governo do Estado do Pará e é administrada pelo Instituto Social Mais Saúde (IMS).

 
“Eu comecei a sentir dores na mama, pouco tempo depois de desmamar a minha filha. Fiz os exames e graças a Deus consegui começar rapidamente o tratamento. Sempre fui muito bem atendida aqui (no HRBA), em todos os setores que precisei. Ganhei muitos amigos, não só os colaboradores, mas também os outros pacientes e acompanhantes que conheci no hospital. Você se acha forte, mas tem dias que são bem difíceis. E quando você chega em um local em que se preocupam com você, que cuidam com todo o carinho, isso é maravilhoso. Digo que não tive colaboradores, tive anjos aqui dentro”, relatou Auricelia.

 
Maria Olgaide Diniz, de 58 anos, também é paciente do setor de oncologia do HRBA há 4 anos e 3 meses. Ela é natural do município de Prainha e hoje faz consultas e sessões de quimioterapia regularmente, para o tratamento de um tipo de câncer nos ossos.


“O atendimento é ótimo, sempre sou muito bem atendida, graças a Deus. Quando eu entrei aqui, não andava. Fiquei sete meses de cadeira de rodas e depois mais seis usando muletas. E hoje estou andando com as minhas próprias pernas. Passo uns dez dias aqui em Santarém me consultando e vendo se está tudo bem. Quando é preciso, faço algumas sessões de quimio. Mas graças a Deus consigo viver muito bem por causa do tratamento que tenho aqui”, afirmou a aposentada.
 

Perfil - A unidade é referência em Oncologia para 1,4 milhão de pessoas residentes em 30 municípios do oeste do estado. Só neste ano de 2022, até o mês de novembro, o HRBA já realizou 34 mil atendimentos a pacientes oncológicos, entre consultas, cirurgias e sessões de quimioterapia e radioterapia.

 
O hospital também oferta exames como Mamografia, Ultrassonografia e Ressonância Magnética. Em 11 meses, o HRBA identificou 876 novos casos de câncer em pacientes atendidos na unidade e iniciou o tratamento deles, prezando pela humanização e excelência na assistência.

 
“Nós fazemos a oncologia em todos os âmbitos, clínico, cirúrgico, radioterápico, e temos toda uma terapia de ponta. E conseguimos fazer esse atendimento à população com uma fila de espera mínima por conta do nível dessa assistência. A oncologia é o carro-chefe da unidade e somos uma Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), o que nos torna referência para todo o estado e também nacional neste serviço”, explicou o diretor Clínico e responsável pelo setor de Oncologia, Marcos Fortes.
 

Transição -  O Instituto Social Mais Saúde (IMS) assumiu a operacionalização do HRBA no dia 1° de dezembro deste ano. A Organização Social está trabalhando nessa transição para garantir que tudo seja realizado de maneira segura, dando continuidade aos serviços disponíveis e aumentando os atendimentos da oncologia e de outras especialidades como cardiologia, endocrinologia, mastologia e pneumologia.

 
“Os colaboradores, médicos, continuam trabalhando com o mesmo afinco e esperando cada vez mais investimentos, melhorias e condições de promover o melhor atendimento aos pacientes”, ressaltou Marcos Fortes.

 
“Assumimos a missão de gerenciar o Regional do Baixo Amazonas, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), para levar à população da região uma assistência de qualidade e humanizada. Também temos com o preceito a transparência com os recursos públicos e a valorização dos nossos profissionais para juntos ampliarmos os projetos em saúde. Dessa forma, estamos trabalhando para atender às expectativas da população do Baixo Amazonas”, afirmou Marcos Silveira, superintendente Regional do Instituto Mais Saúde.
 
 
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp