Óbidos no Contexto do Regime Militar.

Com o Golpe Militar ocorrido no Brasil no dia 31 de Março do ano de 1964, e a consequente deposição do Presidente João Goulart iniciou um período ditatorial que só iria terminar com a eleição do Presidente Tancredo de Almeida Neves, pelo Colégio Eleitoral, em Janeiro de 1985.

Após a deposição do governo democraticamente eleito, inicia-se um sistema político bipartidário: Aliança Renovadora Nacional – ARENA, que dava total apoio aos militares que estavam se alternando no poder, e Movimento Democrático Brasileiro – MDB, partido de oposição ao regime.

A Aliança Renovadora Nacional – ARENA, foi fundada no município de Óbidos no dia 11 de maio de 1966, na residência do senhor Antônio Brito de Souza, localizada na rua Deputado Raymundo Chaves, na ocasião, a primeira reunião foi presidida pelo Dr. Ubaldo Campos Corrêa, que havia sido credenciado pelo Presidente Regional, Tenente Coronel Jarbas Gonçalves Passarinho.

A primeira comissão diretora foi composta pelos cidadãos: Vicente Fernandes de Moura; Francisca das Chagas Simões Pantoja; Evilásio Santos; Climério Agostinho de Aquino; João Batista de Souza; Francisco Soares de Aquino; Francisco Lobo de Souza; Raimundo Nelson Almeida de Souza; Edgar Bentes Pinheiro; Emanuel Simões Rodrigues; José da Silva Barroso; Aluízio Menezes de Barros; Haroldo Heráclito Tavares da Silva; Antônio Graciliano Elisiário e Isaac Hamoy. Na ocasião, foi eleito Presidente da Comissão Executiva Municipal, o senhor Evilásio Santos e Vice-Presidente, Vicente Fernandes de Moura.

A partir do ano de 1969, o Município de Óbidos passa a ser considerado Área de Segurança Nacional, porém, foi respeitado o mandato do atual Prefeito que havia sido eleito. No ano seguinte, o povo obidense perde o direito de escolher democraticamente através do voto, o seu Prefeito Municipal, que passa a ser apontado pelo Governador do Estado e nomeado pelo Presidente da República, por um prazo de quatro anos, podendo ser reconduzido, caso continuasse merecendo a confiança da classe política que apoiava o Regime. Durante esse período, a ARENA teve como seu principal representante no município do Óbidos, o senhor Haroldo Heráclito Tavares da Silva, que por um período foi nomeado prefeito pró-tempore, exercendo também, três mandatos de Prefeito eleito pelo povo, e quatro mandatos de Deputado Estadual.

Quanto a oposição, foi liderada pelos senhores: Adenyl Paixão Vieira, Pedro Valente Soares, Pedro Valente Soares Filho, José Couto Ferreira, Olga do Amaral Brasil, Augusto da Silva Vieira, Antônio Ilton da Cruz Vieira, Isaac de Paiva Soares, Oscarino Pereira de Araújo, José da Cruz Teixeira, Isaltino Montes Carneiro, Manoel Cruz da Silva (Didi), Edgar Pinheiro, Augusto Ferreira, Manoel Acendino Cardoso, João Florenzano, Olavo Marinho, Odinho Cruz entre outros, fundaram o MDB e posteriormente o PMDB. Durante esse período foram eleitos Vereadores pelo PMDB: Adenyl Paixão Vieira, por quatro mandatos consecutivos; Amauri Menezes de Barros; Pedro Valente Soares Filho; José Couto Ferreira; Oscarino Pereira de Araújo e Augusto da Silva Vieira.

De 1969 a 1985, o Município de Óbidos foi administrado por cinco Prefeitos indicados pelos Governadores do Estado e nomeados pelo Presidente da República, também chamados de Prefeitos Pró Tempores. O primeiro Prefeito foi o senhor José Carlos Ferrari, economista, que administrou o município no período de 1971 a 1978; o segundo foi o Capitão Raimundo Barbosa do Nascimento, militar, administrou no ano de 1979; o terceiro foi o senhor Alcides Martins Tourão Corrêa, funcionário público estadual, no ano de 1980; o quarto prefeito nomeado foi o senhor Haroldo Heráclito Tavares da Silva, pecuarista, ex-Vereador, Ex-Prefeito e ex-Deputado Estadual, período de 1981 a 1984, e para um período de transição, foi nomeado o Vereador Raimundo Nelson Almeida de Souza, que administrou o município de Óbidos no ano de 1985, até a posse do primeiro Prefeito eleito após a queda do Regime, senhor Zolivaldo Sarrazin Florenzano.

Link
Tags »
Comentários »

Findando o período letivo qual a matéria mais difícil de passar?

6.8%
13.7%
38.4%
12.3%
16.4%
4.1%
8.2%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...