16/03/2023 às 23h16min - Atualizada em 16/03/2023 às 23h16min

Humanos já produziam derivados do leite no Neolítico | Portal Obidense

Fabricação dos produtos lácteos foi atestada por meio da análise de cerâmicas antigas

Da Redação
revistaoeste.com

Portal Obidense  Publicidade 790x90

revistaoeste.com

INTERNACIONAL - Se você abre a geladeira a fim de se deliciar com o seu iogurte preferido, não pense que o alimento é fruto de algum insight genial de mestre-cuca. Não. Um artigo publicado na revista Royal Society Open Science, nesta quarta-feira, 15, sugere que os seres humanos já fabricavam produtos derivados do leite, como o iogurte, desde o fim do período Neolítico. A conclusão é resultado da análise de cerâmicas descobertas em Sławęcinek, na Polônia.
 

O problema de intolerância à lactose era uma condição comum em quase todos os habitantes da Europa, até o início da Idade do Bronze. Esse processo está associado à disseminação de uma mutação genética que permitiu aos seres humanos adultos produzirem lactase, a enzima responsável pela decomposição da lactose no organismo. Contudo, os cientistas descobriram evidências de consumo de laticínios durante o Neolítico.
 

As evidências estavam em vasos de cerâmica e em placas dentárias antigas. Os pesquisadores identificaram nas cerâmicas altos teores de coalhada, o que os levou a concluírem que a fabricação de queijos realmente existiu na região, em um contexto histórico anterior ao imaginado inicialmente. Harry Robson, autor do estudo e pesquisador do Departamento de Arqueologia da Universidade de Yorkdisse à imprensa que “esses resultados contribuem significativamente para nossa compreensão dos primeiros agricultores da Europa Central”. 
 

O método de investigação adotado pelos cientistas consistiu na mensuração das proporções de proteínas e lipídios impregnados nas cerâmicas antigas, em comparação com dados proteômicos modernos.  

 

Portal Obidense  Publicidade 790x90


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp