10/11/2021 às 17h17min - Atualizada em 11/11/2021 às 00h00min

Campinas abre dia 12 o projeto nacional Muros na Mata Atlântica

Dez cidades, em quatro estados, receberão murais multicoloridos de grande porte do artista plástico Filiage que celebram a biodiversidade, além de atividades socioculturais

SALA DA NOTÍCIA Conteúdo à la carte
www.facebook.com/MurosnaMata
Divulgação
Campinas será a primeira de dez cidades brasileiras a ser presenteada com um mural multicolorido, assinado pelo artista plástico Alexandre Filiage, como parte do Projeto Muros na Mata Atlântica, concebido com a proposta de trazer a exuberância da natureza para o espaço urbano das metrópoles.

O painel de 100 metros quadrados será pintado a partir do dia 12 de novembro em um dos paredões laterais da avenida Aquidabã, próximo ao Bosque dos Jequitibás, situado em uma área remanescente de Mata Atlântica no município. A previsão é que esteja concluído no dia 18, a depender das condições climáticas.

Viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, Muros na Mata Atlântica tem o patrocínio da AkzoNobel, por meio da Coral e do movimento Tudo de Cor, iniciativa sociocultural sustentável do grupo para o fomento de ações voltadas a colorir e restaurar áreas urbanas. A produção executiva do projeto é da Track Comunicação e Eventos, de Campinas, com parceria da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

“O propósito do projeto é presentear as comunidades com murais que, além de valorizar e impactar o entorno das áreas onde serão pintados, celebram a biodiversidade, animal e vegetal, e chamam a atenção para a urgência de preservação do que resta de Mata Atlântica”, afirma Filiage.

Para Elaine Poço, diretora de Pesquisa & Desenvolvimento e Sustentabilidade da AkzoNobel para a América do Sul, a iniciativa está totalmente alinhada ao nosso Movimento Tudo de Cor, que ao longo de mais de 10 anos de história já entregou mais de 2 mil projetos, com 17 mil imóveis renovados, 5,5 mil pintores formados e 1,1 milhão de litros de tinta utilizados.

“O apoio ao projeto está em consonância com o nosso compromisso com a sustentabilidade, com a valorização das manifestações artístico-culturais e com o incentivo de ações que buscam contribuir para a revitalização do espaço social e para impactar positivamente a vida das pessoas”, afirma.

Além de colorir os espaços públicos e empoderar as pessoas, a AkzoNobel também está comprometida em reduzir seu impacto no planeta. Um exemplo é a Reserva Coral Tangará, localizada no entorno da unidade da companhia na cidade de Mauá (SP), que faz parte de um projeto da empresa em aumentar a conservação ambiental e restabelecer a vegetação original da Mata Atlântica. Com 700 mil m2, a área corresponde a quase 10% da mata nativa do município.

Natureza é a inspiração

Filiage trabalhou como ilustrador publicitário em São Paulo e viveu nove anos na Espanha. Lá, tomou contato com o trabalho de muralistas que o inspiraram a seguir a trajetória da pintura mural. De volta ao Brasil, fez vários trabalhos, desenvolvendo uma técnica de pintura multicolorida e de formas estilizadas, utilizando nas imagens plantas e animais típicos dos locais onde as obras são realizadas, com influência da Pop Arte e da ilustração norte-americana.

“A Mata Atlântica, que originalmente cobria quase todo o litoral brasileiro, hoje está reduzida a menos de 10% de sua cobertura original. Na região antes coberta por sua exuberante vegetação e lar de centenas de espécies de animais, hoje moram cerca de 70% da população brasileira, que são convidados a participar do esforço fundamental de preservação e recuperação desse inigualável patrimônio natural”, enfatiza Filiage.

Muros na Mata Atlântica é, portanto, uma alusão à expansão urbana para o interior do bioma. “São os muros que colocamos dentro da mata. De forma poética, ao pintar os murais trago a mata de volta ao seu lugar de direito”, conceitua o autor do projeto.

Ele nota que as finalidades do projeto estão em sintonia com a Agenda 2030, dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), e em particular com os compromissos que estipulam o uso sustentável dos ecossistemas terrestres.

Imagens impactantes

O mural que será pintado por Filiage na avenida Aquidabã, em Campinas, entre as pontes das ruas Irmã Serafina e Boaventura do Amaral (no sentido Bosque dos Jequitibás), terá 100 metros quadrados e reproduzirá espécies da flora e da fauna do bioma Mata Atlântica, como réptil e aves. A escolha dos elementos tem a orientação da esposa do artista, que é bióloga.

O minucioso trabalho envolve a utilização de uma paleta de aproximadamente vinte cores, entre tons básicos e nuances, aplicadas com pincel, rolo e revólver pulverizador. Serão consumidos na composição do painel cerca de 40 litros de tinta esmalte sintético à base de água, que protege superfícies externas ao mesmo tempo em que é mais amigável ao meio ambiente. O resultado da técnica empregada por Filiage confere relevo e realismo às imagens.

“É muito gostoso quando transitamos por uma cidade que tem arte nos lugares mais inusitados. A avenida Aquidabã é árida porque é um paredão de concreto e esse projeto vai trazer para as ruas a Mata Atlântica, com suas cores, animal e vegetal interagindo com o público que passar pelo local”, destacou a secretária de Cultura e Turismo de Campinas, Alexandra Caprioli.

Eventos formativos

Além de Campinas, os outros municípios que receberão os painéis dos Muros na Mata Atlântica são Mauá, São Paulo (dois murais) e São José do Rio Preto, em São Paulo; Curitiba (dois murais) e Foz do Iguaçu, no Paraná; Joinville e Florianópolis (dois murais), em Santa Catarina; e Gramado e Porto Alegre (dois murais), no Rio Grande do Sul.

“A arte tem o incrível poder de transformar um simples muro em uma obra artística. Por isso, além de levar beleza às ruas e valorizar o talento do artista por meio de intervenções que proporcionarão mais cor e relevância ao espaço urbano, o projeto também contempla ações formativas para o público”, explica a produtora cultural Silvia Maria Track, diretora da Track Comunicação.

Estão previstas nas cidades que receberão o projeto eventos como oficina de pintura de mural para adolescentes; palestra sobre a Mata Atlântica para estudantes, professores da rede pública de ensino e demais interessados no tema; e uma visita guiada ao mural com deficientes visuais, auditivos e cognitivos, auxiliados por monitores de entidades assistenciais, como incentivo a que pessoas com deficiência possam apreciar a arte por meio de outros sentidos. Essa atividade requer o agendamento prévio das instituições interessadas nas Secretarias de Cultura dos respectivos municípios.

Palestra e oficina na Mata de Santa Genebra

Em Campinas, a oficina para 15 jovens a partir de 16 anos será realizada no dia 20 de novembro, das 9h às 16h, na Fundação José Pedro de Oliveira (Mata de Santa Genebra), maior área remanescente de Mata Atlântica no município e uma das maiores matas urbanas no Brasil.

Serão convidados estudantes da rede pública de ensino dos bairros Bosque de Barão Geraldo, Real Parque, São Marcos e Vila Esperança. Orientados pelo artista, os participantes da atividade produzirão coletivamente um mural alusivo à Mata de Santa Genebra.
 
No dia 19, também nas dependências da Fundação José Pedro de Oliveira, haverá uma palestra para estudantes da rede pública de ensino às 14h.

Já a visita guiada ao painel na avenida Aquidabã para entidades de Campinas que atendem pessoas com deficiência visual e auditiva está prevista para o dia 18, com horário ainda em aberto.

As atividades com público realizadas no âmbito do projeto seguirão protocolos sanitários e de segurança contra a Covid-19 adotados em cada município.

SERVIÇO
Projeto Muros na Mata Atlântica
Onde: Campinas (SP)
Local: Avenida Aquidabã (próximo ao Bosque dos Jequitibás) - , entre as pontes das ruas Irmã Serafina e Boaventura do Amaral (no sentido Bosque dos Jequitibás)
Quando: de 12 a 18 de novembro de 2021
Como seguir e postar nas redes sociais:
Facebook (www.facebook.com/MurosnaMata) e Instagram (@filiage.arte)
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.0%
1.7%
0%
0%
15.2%
1.7%
0.6%
33.5%
1.7%
3.7%
4.6%
2.6%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp