20/06/2024 às 14h04min - Atualizada em 20/06/2024 às 14h04min

Justiça condena Neto a indenizar Sikêra Jr. por danos morais

Juízo entendeu que o apresentador da Band abusou da liberdade de expressão

Da Redação
Pleno News

Portal Obidense  Publicidade 790x90

Neto e Sikêra Jr. Foto: Reprodução/YouTube Os Donos da Bola; Foto: Reprodução/YouTube Sikera Junior

BRASIL - O imbróglio judicial envolvendo o apresentador Neto, da Band, e Sikêra Jr., da TV A Crítica, teve mais um desdobramento. Na manhã da terça-feira (18), a 6ª Vara Cível do Amazonas considerou o recurso apresentado pela defesa de Sikêra e impôs indenização por danos morais a ser paga pelo ex-atleta do Corinthians.

Em 2022, ao vivo, em seu programa na Band, Neto fez críticas ao ex-apresentador da RedeTV!, o chamando de “homofóbico” e sugerindo que ele recebia dinheiro de forma indevida do governo do então presidente Jair Bolsonaro (PL). As informações são da coluna Em Off, do jornalista Erlan Bastos.

Sikêra Jr., que ainda apresentava o Alerta Total, na RedeTV!, havia feito comentários críticos ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, o que desagradou o ex-jogador.

Neto ainda proferiu ameaças.

– Ganha dinheiro do governo. Você é homofóbico, que só pediu desculpas pelo motivo dos patrocinadores terem saído. O dia que eu te encontrar você vai ver só, eu e você num lugar fechado, você fala isso pra mim… Você é homem ou não é homem?

A defesa de Sikêra afirmou que as declarações de Neto produziram “danos à imagem e à honra” de seu cliente e negou qualquer contrato “obscuro” ou ilícito do apresentador com o governo. Os advogados também mencionaram as ameaças feitas por Neto e o emprego de palavras “grosseiras e ilícitas”.

Já a defesa de Neto invocou as liberdades de imprensa e de expressão e alegou que o próprio Sikêra Jr. havia, publicamente, se intitulado “homofóbico e misógino”, citando uma de suas declarações.

– Eu sou tudo, eu não ligo, sabe por quê? Esse povo é mimimi, se eu gostasse de mimimi eu comprava um gato gago – observou o advogado de Neto.

O juiz responsável pelo caso entendeu que houve “abuso de liberdade de expressão” por parte de Neto e estipulou a compensação em R$ 5 mil.

 

Portal Obidense  Publicidade 790x90


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp