18/11/2017 às 15h41min - Atualizada em 18/11/2017 às 15h41min

Pouco se fala em câncer de tireoide na atualidade, mas é sempre bom ficar por dentro do assunto.

Por: Sara Evelly
Foto: rede

ÓBIDOS - O que é o câncer? O câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que tem em comum o crescimento desordenado (maligno) de células que invadem os tecidos e os órgãos, e que podem se espalhar para outras regiões do corpo.

O que é o câncer de tireoide?

É um tumor maligno da glândula da tireoide que fica localizada na região do pescoço e que tem com função produzir hormônios. Esse tumor é formado por células que se multiplicam descontroladamente e destroem os tecidos e órgãos próximos. É frequente no sexo feminino, principalmente por conta do nível hormonal das mulheres serem maiores que os dos homens.

Quais são os sintomas?

Bom, os sintomas mais evidentes são os nódulos ou inchaços na tireoide, no entanto não significa que seja câncer, porém, é o sintoma mais evidente. Outros sintomas menos evidentes são: rouquidão, tosse, dificuldade para ingerir alimentos ou líquidos, porém, geralmente são mais corriqueiros em casos mais avançados.

Diagnostico

O principal exame para chegar ao diagnóstico é a biópsia de aspiração por agulha fina, no qual algumas células da área suspeita são retiradas para análise no microscópio.

Esse procedimento simples, feito sob anestesia local, pode ser orientado pela ultrassonografia com estudo Doppler, para localizar nódulos não palpáveis.

Quando o patologista não consegue definir com certeza se as células são realmente malignas, o exame imuno-histoquímico, realizado com corantes especiais, pode auxiliar no diagnóstico.

 

Prevenção

A prevenção do câncer de tireoide é a ação tomada para reduzir a chance de contrair a doença, e como evitar algo que não temos controle? Entra aí os fatores de risco que podem ser evitados ou deixados como alerta, que são:

  • Pessoas que foram expostas a radiação na região do pescoço.
  • A ocorrência de câncer de tireoide na família.
  • Mulheres a partir dos 40 anos e os homens a partir dos 60.
  • Dieta pobre em iodo.

Tratamentos e cuidados

O tratamento é cirúrgico, total ou parcial, inclui também a terapia hormonal, iodo radiativo, radioterapia e, em alguns casos, quimioterapia.

CLICK AQUI e leia mais artigos de Sara Evellyn

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.6%
10.1%
1.8%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
33.9%
1.5%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp