17/04/2022 às 18h08min - Atualizada em 17/04/2022 às 18h08min

O aumento da violência nas escolas após a pandemia será discutido na comissão de educação | Portal Obidense

O senador Confúcio Moura quer ouvir especialistas sobre como enfrentar o problema, após casos subirem em diversos estados

Da Redação
Da Rádio Senado, Marcella Cunha

BRASÍLIA - A Comissão de Educação vai realizar uma audiência pública sobre a onda de violência nas escolas agravada pela pandemia.

O autor do requerimento para realizar o debate, senador Confúcio Moura, do MDB de Rondônia, defende que é preciso orientação de especialistas sobre os procedimentos que devem ser adotados nas escolas diante do aumento das agressões registradas, tanto físicas quanto psicológicas.

Depois da volta às aulas, com uma série – parece que combinada, em muitas escolas – de agressões gravíssimas, com desde uso de arma de fogo, faca, esfaqueamento de aluno...
E isso tem acontecido justamente no pós-pandemia, tem-se agravado. Muitas brigas no pátio das escolas, fora das escolas.

Então, é muito importante ouvir especialistas até para orientar os Prefeitos, orientar os Governadores sobre os procedimentos nesse enfrentamento pós-pandemia. Na justificativa, Confúcio argumenta que a violência nas escolas se espalhou justamente em um momento chave para a educação do país, considerando que os alunos já ficaram muito tempo afastados das escolas.

O senador questiona se a falta de atividades para reintegrar as turmas poderia ser uma explicação para a agressividade. O senador Flávio Arns, do Podemos do Paraná, explicou que a necessidade de associar as áreas de saúde e educação na volta às aulas foi uma das conclusões da subcomissão temporária da educação na pandemia, da qual foi presidente. Porém, lamentou que o Governo não tenha, até agora, respondido essa demanda. 

No ano passado, enviamos documento para o Ministério da Educação e para o Ministério da Saúde, através da Subcomissão, para que houvesse essa articulação entre as duas áreas, para atender aspectos de medo, depressão, violência, que sempre aconteceram – é lógico –, mas tudo recrudesceu com a pandemia.

Só que, até o momento, não recebemos resposta ainda, meio ano depois de uma dificuldade imensa de se falar com os ministérios. Entre os convidados para o debate estão o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Mauro Rabelo, e o psiquiatra especialista em temas ligados à juventude, Jairo Bouer.  A data da audiência ainda não foi definida.

Ouça abaixo

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp