27/06/2016 às 13h15min - Atualizada em 27/06/2016 às 13h15min

Santarém e Prainha, visitantes indigestos

O repórter esportivo José Augusto Garcez, faz uma análise detalhada do desempenho das seleções semifinalistas da Copa Oeste do Pará.

Por: José Augusto Garcez
Foto: Arquivo/Portal Obidense

ÓBIDOS - É de praxe no futebol um clube priorizar o fator casa para acumular resultados positivos e fazer boa campanha na competição. Na Seleção Santarena, porém, esta máxima não vem sendo seguida. Nas cinco partidas realizadas, a seleção Santarena conseguiu a maioria dos pontos fora de casa e busca garantir a classificação à final nos domínios do adversário, no estádio Ary Ferreira, em Óbidos no próximo sábado (2).

Atuando em casa, foram nove pontos em disputa e apenas um conquistado, no empate com Belterra na primeira rodada, além das derrotas para Mujui dos Campos e Óbidos, recentemente. Com este desempenho, a seleção teve aproveitamento de apenas 11,1%. A derrota em casa para Óbidos não tirou a motivação da equipe, acostumada a desbancar o adversário fora de casa.

Em contrapartida, a seleção tem bons números jogando fora de casa. Dos sete pontos somados na copa, seis foram fora de casa, nas vitórias contra Mojuí dos Campos e Belterra. O aproveitamento é de 100% jogando nos domínios do adversário. “Será isto preocupação para o selecionado Obidense?”

A seleção Obidense também vem sendo um visitante indigesto, com percentual bem abaixo do Santareno, Óbidos tem um aproveitamento de 55,6%, com vitória sobre Juruti e empates com Curuá e Oriximiná. Isto na fase de classificação, pois se considerar a partida de ida da semifinal contra Santarém,

o aproveitamento sobe para 66,7%. Já em casa o aproveitamento de Óbidos é muito superior ao Santareno, Óbidos tem feito valer o mando de campo e venceu Oriximiná e Juruti, perdendo para Curuá na quarta rodada. O aproveitamento em casa da seleção Pauxis é de 66,7%.

No outro lado da disputa, Prainha e Monte Alegre tem aproveitamento melhores que os de Óbidos. Ambas as seleções conseguiram mais pontos que Óbidos na fase de classificação, Prainha com 14 pontos foi a melhor classificada, já Monte Alegre ficou com a segunda melhor colocação com 13 pontos. Prainha tem 77,8% de aproveitamento tanto em casa, quanto na casa do adversário. Este percentual subiria para 83,3% fora de casa se considerarmos a partida da semifinal realizada em Monte Alegre no último final de semana, onde Prainha venceu por 1 a 0. Prainha é a única invicta na competição.

Monte Alegre tem aproveitamento de 77,8% em casa e 66,7% jogando fora de casa. As duas seleções já se enfrentaram três vezes nesta copa, duas vitórias para Prainha e um empate.

A seleção Obidense empurrada pelos torcedores que, com certeza lotarão o estádio Ary Ferreira no próximo sábado (2), quebrarão o tabu Santareno que ainda não perdeu fora de casa nesta competição, assim como quebraram em Santarém com a vitória heroica na primeira partida da semifinal. A organização da equipe fora e dentro de campo, nos permite sonhar com a vaga, pois com determinação e tática bem elaborada, a seleção conseguirá bloquear os pontos fortes do adversário vistos na primeira partida, além de evitar o apagão visto na segunda etapa daquela partida. A torcida estará lá, portanto não haverá espaços para sonolência. Os gritos ecoarão das arquibancadas e darão todo o apoio necessário a tão sonhada classificação. A partir daí, que venha Prainha ou Monte Alegre. Óbidos estará preparada.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp