17/11/2021 às 14h54min - Atualizada em 18/11/2021 às 00h00min

Webinar discute sustentabilidade e logística reversa na cadeia do frio

Logística reversa - modelo de negócio ou sustentabilidade na cadeia fria?

SALA DA NOTÍCIA MP & ROSSI COMUNICAÇÕES
Desde o início de suas atividades, há 20 anos, o Grupo Polar sempre esteve atento e preocupado com a responsabilidade social e ambiental, tanto que acabou de ser contemplado com o selo eureciclo, maior certificadora de logística reversa do Brasil.

E, como forma de compartilhar seus conhecimentos com fornecedores e profissionais ligados à cadeia do frio, a Polar realizará um webinar no próximo dia 25 de novembro (quinta-feira), no horário das 14 às 16 horas, cujas inscrições já estão disponíveis em: https://linktr.ee/grupopolar.

Com o tema: Logística reversa - modelo de negócio ou sustentabilidade na cadeia fria?, o evento será gratuito e comandado por Liana Montemor, diretora técnica e de estratégia em cold chain e líder do Comitê de Logística Farmacêutica da Abralog, e pelo engenheiro Amir Hernandez Musleh, gestor do Departamento de SocioEcoficiência, ambos do Grupo Polar.

Para os organizadores, uma empresa no caminho da sustentabilidade não faz apenas uma logística reversa. Por isso, o foco do webinar será abordar a importância da definição correta da função da embalagem em cada perfil térmico a ser transportado e formas adequadas de descarte, além da apresentação dos conceitos relacionados à sustentabilidade versus mundo verde e de logística reversa como modelo de negócio ou apelo à sustentabilidade?

“Sabemos que cada embalagem traz seus potenciais riscos e aspectos ambientais. Portanto, falaremos da sustentabilidade e do seu ponto de origem na cadeia fria, que hoje faz parte de todo negócio, mas acredito que neste primeiro encontro será possível também abrir uma plenária para levantarmos as principais dúvidas dos atores envolvidos nesse processo da cadeia do frio”, esclarece Amir Hernandez Musleh.

Para Liana Montemor, quanto maior o coeficiente de segurança do sistema que se pretende desenvolver, mais robusta e custosa será a embalagem térmica. Daí, a sustentabilidade começa com a escolha do perfil térmico e dos requisitos técnicos corretos.

“Milhões e milhões de vacinas e medicamentos termolábeis são transportados no Brasil em caixas de poliestireno expandido (EPS, mais conhecido como Isopor ®), que acabou assumindo o papel de vilão no que se refere ao meio ambiente. Sua produção à base de petróleo e o descarte de forma incorreta, acumulando o material em locais inapropriados, faz com que a indústria farmacêutica e demais elos desta cadeia tomem iniciativas para a sua substituição. Um material com excelente potencial de isolamento térmico, boa resistência mecânica, baixo custo e de fácil aquisição, ainda classificado como não perigoso conforme a ABNT 10004, não merece perder seu lugar na cadeia de distribuição por falta de informação ou erros na aplicação da temática: sustentabilidade. A necessidade crescente de remessas econômicas de vacinas, especialmente para regiões remotas, oferece um impulso importante para o crescimento do mercado de EPS”, acrescenta a diretora do Grupo Polar.

Há 20 anos, o Grupo Polar oferece soluções completas em todos os elos da cadeia fria e foi a primeira a desenvolver elementos refrigerantes e equipamentos de monitoramento, além de qualificar embalagens, ambientes, equipamentos e frotas refrigeradas. Integra verticalmente todas as atividades desenvolvidas pelas empresas Polar Técnica, Cibragel, Valida e a loja virtual Polar Store. É uma das poucas empresas do setor a ter a certificação ISO 9001:2015.

https://grupopolar.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.0%
1.7%
0%
0%
15.2%
1.7%
0.6%
33.5%
1.7%
3.7%
4.6%
2.6%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp