12/10/2015 às 20h18min - Atualizada em 12/10/2015 às 20h18min

Imagens de câmeras de segurança devem ajudar a polícia a esclarecer as causas do acidente

Idosa de 70 anos que vinha na garupa de uma moto foi atropelada por uma caçamba, o condutor do veículo prestou depoimento e foi liberado.

Por: Érique Figueirêdo
Eury Silva

ÓBIDOS – O delegado que preside o inquérito sobre o acidente que vitimou Maria Tavares de Andrade de 70 anos, na manhã desta segunda-feira na Avenida Nelson Souza no cruzamento com a Rua Belém, entre os bairros Perpétuo Socorro e São Francisco, concedeu entrevista à imprensa no final da tarde de hoje. Thiago Mendes confirmou que o condutor da caçamba que matou a idosa já prestou o seu depoimento na delegacia.

Segundo o delegado o motorista identificado como Josivaldo Vinente Bentes de 50 anos, se apresentou na delegacia minutos após o acidente. O motorista que é habilitado na categoria D, passou por exames e não foi constatado sinais de embriaguez. Durante o seu depoimento Josivaldo não soube repassar detalhes de como o atropelamento ocorreu, apenas disse que ouviu um barulho e quando desceu do veículo a idosa já estava jogada no meio da Avenida.

“Após prestar os esclarecimentos devidos, conforme os preceitos do artigo 301 do Código de Transito Brasileiro, o motorista foi liberado. Apesar de ele responder pelo artigo 302 que é homicídio culposo no transito e lesão corporal culposa no transito, previsto no artigo 303, o artigo 301 preceitua que quando o condutor prestar socorro integral a vítima ou permanecer no local, não se evadindo do distrito da culpa, a ele deve ser imposta a liberação logo após a lavratura do procedimento, observando esse critério eu liberei o Josivaldo após os seus esclarecimentos”, enfatizou Thiago Mendes.

Por conta do estado de choque da condutora da moto que é filha da vítima fatal, a polícia ainda não tem informações se Daniela Andrade é habilitada.

Quanto aos detalhes do acidente ainda não está claro para a polícia se a condutora da moto perdeu o controle ao tentar desviar dos buracos e as duas ocupantes caíram do veículo, ocasionando o atropelamento da idosa, ou se a moto bateu na caçamba antes do atropelamento de Maria Andrade.

“É importante ressaltar que ambas as vítimas estavam de capacete. Nós esperamos agora que as imagens de circuitos de câmeras de alguns estabelecimentos que ficam próximos ao local dos fatos, nos ajudem a esclarecer como realmente aconteceu o acidente”, disse Mendes.

A caçamba envolvida no acidente pertence ao Governo do Estado do Pará e foi doada para a Prefeitura de Óbidos, o veículo está em situação regular. O advogado do motorista informou que o seu cliente estava conduzindo a caçamba para uma borracharia localizada próximo a saída da cidade e trafegava em sua mão na velocidade permitida para a Avenida Nelson Souza.

“O meu cliente foi surpreendido com a colisão e infelizmente uma das vítimas veio a falecer. No momento do acidente o Josivaldo parou na via, desceu do carro e ficou muito abalado emocionalmente com a cena que ele viu. Inclusive ele passou mal e precisou ser atendido pelos funcionários de uma farmácia, e mesmo assim prestou o auxilio que era possível às vítimas. Com a chegada da polícia ele pediu para um dos militares levar o veículo para a delegacia e se apresentou espontaneamente ao delegado de plantão”, disse Antunes Muller Vasconcelos, advogado de Josivaldo Bentes.

A polícia deve continuar colhendo depoimentos nos próximos dias, o inquérito sobre o acidente deve ser concluído em 30 dias.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.6%
10.1%
1.8%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
33.9%
1.5%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp