03/09/2021 às 13h25min - Atualizada em 06/09/2021 às 00h00min

Mudanças climáticas: 5 dicas de como você pode ajudar a combater esse problema ambiental

Veja quais os hábitos simples do dia-a-dia que podem ajudar a melhorar as condições do planeta

SALA DA NOTÍCIA Thamiris Freitas Galhardo
Muito debatido nos últimos anos, o tema “Mudanças Climáticas” se tornou um dos maiores desafios da humanidade. Influenciado por ações humanas como a queima de combustíveis fósseis, desmatamento, agropecuária e produção de energia elétrica as alterações climáticas estão cada vez mais evidentes no nosso dia a dia.
Entre as consequências, por exemplo, estão as secas, incêndios florestais e enchentes, que temos acompanhado com frequência. Só agora em agosto, diversas florestas brasileiras estão em chamas: o pantanal brasileiro já perdeu uma área equivalente a duas cidades do Rio de Janeiro.  Em relação à seca, o Brasil enfrenta a pior crise hídrica nos últimos 91 anos com a grave escassez nos reservatórios das principais usinas hidrelétricas.  Esses acontecimentos, além dos danos ao Meio Ambiente, prejudicam ainda disponibilidade de alimentos, água, energia e ainda ameaçam a sobrevivência de algumas espécies e do próprio homem no mundo.
Organizações, entidades de diversos setores e governos já têm se movimentado para mudar essa realidade, mas e você? O que tem feito para reverter esse quadro?
Paralelamente às ações institucionais em todo o mundo, cada um de nós também pode manter hábitos que ajudam a reduzir esses problemas.
Pensando nisso e no desenvolvimento sustentável voltado à educação e a conscientização de diversos países, a ONG chilena 2811 criou a “Academia de Ação Climática” que capacita professores com soluções para reduzir os problemas ambientais e incentivar os educadores para que ampliem a conscientização sustentável de estudantes.
E para que você aprenda um pouco também sobre o tema, o palestrante da Academia e professor Leonardo Teruyuki Hatano, preparou algumas dicas que você pode começar a praticar agora, de dentro da sua casa mesmo:
 

1. Use, abuse e reuse


Você já ouviu falar da política dos 3Rs? Reduzir, Reutilizar e Reciclar em casa é um primeiro passo importante para a ajudar na saúde do planeta. Reduzir o consumo gera menos resíduos e não estimula a emissão de gases, que são gerados na produção da maioria dos produtos industrializados.
Reutilizar objetos aumenta a vida útil diminui a quantidade de materiais enviados ao aterro sanitário. Reciclar os materiais diminui a destruição de ambientes naturais para exploração de matéria-prima para fabricação de novos produtos.
Além desses cuidados, é importante evitar o desperdício de alimentos e produtos, o que gera grande quantidade de resíduos.
 

2. Hora de caminhar ou pedalar mais


Sempre que possível, evite o uso do carro, prefira caminhar ou ir de bicicleta. Além de mais saudável para o corpo e mente, você ajuda a diminuir a queima de combustíveis, principais vilões na emissão de gases de efeito estufa.

 

3. Deixe os descartáveis de lado


Esses utensílios têm um tempo de utilização muito curto. Além disso, para a fabricação desse material utiliza-se combustível fóssil. Ao optar pela utilização de utensílios de outros materiais com mais durabilidade como vidro, madeira ou aço, você diminui o uso de matéria-prima fóssil.
Ainda sobre o plástico, outra importante atitude é utilizar ecobags em vez das tradicionais sacolas de supermercado. Isso faz com que diminua a necessidade do uso de sacolas facilmente descartadas e que geram sérios danos ambientais.
 

4. Compre alimentos de produtores locais e de produção agroecológica


Comprar de produtores locais ajuda não só a economia da região, mas também o meio ambiente. Ao tomarmos essa atitude, evitamos a necessidade de transportar produtos por longas distâncias, diminuindo a queima de combustíveis fósseis. Além disso, nesse tipo de produção, chamada agroecológica, evita-se o uso de insumos químicos, que são danosos também à nossa saúde.
 

5. Diminua o consumo excessivo de carne bovina e derivados


A criação de bovinos é uma das maiores fontes de emissão de gases, além do desmatamento de grandes áreas de vegetação nativa para a pastagem. Durante o processo de digestão, os bovinos geram gás metano, que tem um impacto 21 vezes maior que o gás carbônico. Equilibrar mais as refeições, sem o consumo exagerado da carne ajuda a diminuir esse impacto.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp