02/09/2021 às 18h06min - Atualizada em 03/09/2021 às 00h00min

Lançamento de campanha global para combater as alterações climáticas através da reconfiguração dos sistemas alimentares mundiais.

Ação terá lugar junto dos governos locais de quase 100 cidades em todo o mundo para encorajar líderes a apoiarem o Plant Based Treaty

SALA DA NOTÍCIA Valle da Mídia
Ativistas de todo o mundo apelam hoje aos governos para que coloquem os sistemas alimentares na vanguarda do combate à crise climática. A campanha por um ‘Plant Based Treaty’ irá criar uma pressão contínua para que os líderes negociem um acordo global que trave o impacto da agricultura animal no planeta.
 
Estão ocorrendo ações em cerca de 100 cidades e câmaras municipais em todo o mundo, incluindo Manchester, Bristol, Amsterdã, Lisboa, Roma, Los Angeles, Cidade do México, Toronto, Seul, Mumbai e Ancara para encorajar os líderes a assinar o Tratado. Aproveitando este apoio das bases, a campanha irá trabalhar para chegar a 10 milhões de indivíduos, 10.000 organizações, 10.000 empresas e 50 cidades para apoiar o tratado até 2023, antes do Global Stocktake of the Paris Agreement (GST). Várias celebridades de renome deram o seu apoio ao tratado, incluindo Moby, Leona Lewis e Sophie Aldred. 
Em Portugal conta com o apoio de André Silva, antigo porta-voz e deputado do PAN. Novos nomes de importância serão anunciados nos próximos dias. 
O Tratado insta os líderes a negociar um acordo global em torno de três princípios:


 
  • RENUNCIAR - acabar com a alteração do uso da terra, degradação de ecossistemas ou deflorestação para fins de agricultura animal.
  • REDIRECIONAR - levar a cabo uma transição ativa dos sistemas agrícolas de base animal para sistemas alimentares estritamente de base vegetal. 
  • RESTAURAR - recuperar ecossistemas chave e reflorestar a terra. 
 
  
Após o Acordo de Paris de 2015, países celebraram um pacto para limitar o aquecimento global em menos de 2°C - e de preferência a 1,5°C - acima dos níveis pré-industriais. Embora a redução da utilização de combustíveis fósseis seja uma forma importante de reduzir as emissões de gases com efeito de estufa, por si só não é suficiente para cumprir este objetivo juridicamente vinculativo. O Plant Based Treaty chama a atenção para os efeitos da produção de carne, lacticínios e ovos, que estão provocando emissões de dióxido de carbono, metano e óxido nitroso, três grandes gases de efeito estufa. Os peritos dizem que a redução de emissões de metano é provavelmente a única forma de evitar aumentos de temperatura acima de 1,5°C, e a maior chance para abrandar o aquecimento entre agora e 2040. 
 
O artista internacional Moby disse: "Como a produção de carne e laticínios é uma das principais causas da emergência climática, é evidente que não podemos resolver a crise climática sem nos basearmos em plantas. A mudança é imperativa, e eu apoio o Plant Based Treaty, para os animais, o planeta e a saúde humana".
 
Anita Krajnc, Coordenadora de Campanha Global para o Plant Based Treaty, afirmou: "O sexto relatório do Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas (IPCC) deixa claro que é mais crítico do que nunca reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e identifica as dietas baseadas em plantas como um método chave para conseguir isso. Com a nossa temperatura global fixada em 3°C, a menos que tomemos medidas urgentes, é a imperativo que promovamos a sensibilização para a forma como os nossos sistemas alimentares - e a agricultura animal em particular - estão a contribuir para a crise climática".
 
E também:
"Com apenas cinco anos para inverter os piores efeitos das alterações climáticas, a manutenção do status quo já não é uma opção. É tempo de mudar para uma economia baseada em plantas para inverter os danos que causamos ao ambiente, e para promover uma sociedade mais saudável".
 
Indivíduos, organizações, empresas e cidades podem subscrever o Tratado, enviando o seu apoio por e-mail para endorse@plantbasedtreaty.org ou visitando PlantBasedTreaty.org.
 
 
FINALIDADE 
 
Acerca do Plant Based Treaty:
O Plant Based Treaty foi elaborado para colocar o sistema alimentar na vanguarda do combate à crise climática. Tendo como modelo o popular Fossil Fuel Treaty, este Plant Based Treaty visa travar a acelerada degradação generalizada dos ecossistemas causada pela pecuária e promover uma mudança para dietas vegetais sustentáveis e mais saudáveis.
Instamos cientistas, indivíduos, grupos, empresas e cidades a apoiarem este chamado à ação e a pressionarem os governos nacionais a negociar este Tratado Internacional.
 
 
Para mais informação visitar:
https://plantbasedtreaty.org/ 
Instagram: https://www.instagram.com/plantbasedtreaty 
Twitter: https://twitter.com/Plant_Treaty 
TikTok: https://www.tiktok.com/@plantbasedtreaty 
Facebook: www.facebook.com/PlantBasedTreaty
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp