17/06/2021 às 19h28min - Atualizada em 19/06/2021 às 00h00min

Malinski apoia projeto de vassouras ecológicas no RS

Itens foram enviados para empreendedor de Santa Vitória do Palmar (RS), que recicla garrafas PET para produção do utensílio de limpeza

SALA DA NOTÍCIA Linhas Comunicação
Divulgação
A Malinski, uma das principais fabricantes de cabo de madeira do país, anunciou a doação de mil cabos para a produção de vassouras ecológicas. As peças foram enviadas a um empreendedor de Santa Vitória do Palmar (RS) que trabalha com reciclagem de garrafas PET para produção do utensílio de limpeza. A reciclagem do PET, empregado para produção das cerdas de vassouras, atende à necessidade do destino correto desse material, utilizado em grande escala em diversos tipos de embalagens.

“Conheci a história da Eco Vassouras em uma visita recente à região para aquisição de maquinário. Ao ver de perto o trabalho realizado e a importância dele para a reciclagem e a sustentabilidade de maneira geral, achei fundamental ajudar de alguma forma”, afirmou Paulo Malinski, CEO da companhia. Fundada há quase três décadas, a Malinski tem uma atuação focada na preservação do meio ambiente. A empresa investe e apoia diversos projetos destinados a reuso de água, geração de energia, reciclagem e desenvolvimento das comunidades.

Para Antonio Albeni Araujo, responsável pela Eco Vassouras, a doação será fundamental para a pequena empresa. “Faço todo trabalho de maneira artesanal, retirando as garrafas na natureza e transformando nos fios das vassouras. A Malinski reconheceu meu trabalho, acreditou e incentivou, se tornando uma importante parceira na busca por um mundo mais sustentável”, diz.

Foco na sustentabilidade

Fundado em Curitibanos (SC), a Malinski expandiu suas atividades e hoje sua principal fábrica está localizada em Porto Velho, em Rondônia. Com cerca de 350 colaboradores nas duas localidades, a empresa sempre teve um olhar muito focado nas questões sustentáveis. A companhia promove o uso consciente de recursos naturais, por meio de práticas como a geração de energia limpa e captação da água da chuva para reutilização em seus processos produtivos.

“A nova unidade de produção em Porto Velho foi construída de forma que toda a água de chuva captada pelo sistema de drenagem segue para um reservatório, depois é encaminhada até um tanque de decantação, filtragem e controle do PH. Após o tratamento, é reaproveitada nos processos industriais e também para a geração de energia”, explica o CEO.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp