21/03/2021 às 16h14min - Atualizada em 21/03/2021 às 16h14min

Igreja vai até as comunidades ribeiras entregar cestas básicas | Portal Obidense

A ação faz parte do projeto emergencial da diocese de Óbidos

Por: Walmir Ferreira
Informações e Fotos, Diocese de Óbidos
O sacrificio vale apenas, no momento de receber o rancho da semana | Foto: Diocese de Óbidos

ÓBIDOS – Parte da população do município de Óbidos vivem em comunidades de várzea e terra firme, o que conhecemos como interior e zona rural. Nesses locais vivem milhares de pessoas que carecem de assistência de saúde, educação, onde a pouca infraestrutura oferecida na cidade não chega para essas pessoas. Em sua maioria vivem do trabalho de subsistência, pesca, caça e pequenas agriculturas que são interrompidas com o início da subida do rio (cheia). Com o problema da pandemia da Covid-19, a vida fica mais difícil.
 
Além da ameaça do Coronovirus, outras doenças como depressão, melancolia e até mesmo a fome, vão tomando conta de pais e mães de famílias. A igreja preocupada com isso se uniu a grupos e a sociedade em geral, na tentativa de minimizar problemas que atingem direto essas comunidades.
 
Através de suas paróquias, pastorais e grupos de voluntários que se propuseram a ir ao encontro e ajudar muitas famílias nos imensos beiradões da Amazônia, levando esperança e juntos alimentos e kit´s de higiene e limpeza em tempo de covid-19, esses produtos passaram a fazer parte da cesta básica e obrigatórios dentro de uma residência.

 
Dentro dessa proposta através da Diocese de Óbidos as Paróquia de São Francisco e Santa Clara que tem a frente como pároco, Frei Jacó Paiva, com as pastorais atenderam no último sábado (20) a Comunidades da Região do Igarapé Grande, visando amenizar os impactos da covid-19 naquela região. Foram entregues cestas básicas e kits de higiene e limpeza.
 
As viagens são cansativas, mas o fato de chegar ao local e dar esperança aquelas pessoas, superar qualquer desafio, de canoas os ribeirinhos chegavam na embarcação para receber seu quite.
 
Um texto publicado na nas redes sociais da Diocese de Óbidos, expressar bem o trabalho da igreja na Amazônia: “Nestes tempos de Pandemia os desafios se multiplicam, as exigências do Reino nos interpelam. É aqui que nossa presença de sal e luz faz diferença. Não basta ser sal e luz, é preciso atuar como sal e luz. Sem dúvida a soma dos nossos dons, a Unidade da igreja viva e em saída, nos proporciona edificar o serviço da vida plena para todos.”


 
Conclui o texto: “Assim somos mais forte e podemos vencer os banzeiros, "remando juntos" como pastorais orgânicas, pastorais de conjunto, levando a carícia da Mãe Igreja a seus filhos, pois "amar o próximo é não o abandonar na necessidade, tal como Deus não nos abandona".
 
Assim a igreja na região Amazônia vai desenvolvendo seu trabalho de forma ativamente, alimentando não somente almas e espirito, agora em um novo tempo, também matando a fome dentro de suas possibilidades.
 



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.6%
10.1%
1.8%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
33.9%
1.5%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp