14/03/2021 às 15h13min - Atualizada em 14/03/2021 às 15h13min

Projetos do Governo amparam setor cultural paraense durante a pandemia| Portal Obidense

Os festivais 'Te Aquieta Em Casa' e 'Minha Banda na Cultura', além da gestão dos recursos da Lei Aldir Blanc, foram algumas das iniciativas desenvolvidas pelo Estado.

Fonte: Agência Pará
Foto: Divulgação
PARÁ - Em março de 2021, a pandemia de Covid-19 completou um ano. Além da mortalidade, a doença também afetou diversos setores da sociedade por conta das restrições e fechamentos constantes para evitar maior propagação do vírus. Um dos mais afetados foi o cultural. Artistas, fazedores de cultura e profissionais que fazem parte dessa cadeia tiveram suas atividades interrompidas e o segmento precisou de iniciativas que movimentassem e amparassem estes profissionais.

De um ano para cá, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), desenvolveu iniciativas eficazes para amparar o setor cultural e permitir, de forma reduzida ou remota, que as produções artísticas no Pará continuassem suas práticas.

Em março de 2020, período no qual o Estado já havia anunciado medidas importantes de distanciamento social, a Secult desenvolveu e lançou o "Festival Te Aquieta Em Casa", edital que selecionou, ao todo, 380 conteúdos digitais de fazedores de cultura paraenses, com remuneração de R$ 1.500 cada, para conter os impactos econômicos e sociais causados. O apoio inicial permitiu que artistas de variadas linguagens trouxessem conteúdos em vídeo paras as redes sociais, movimentando a internet e a economia por meio da cultura e da arte.

Lei Aldir Blanc - A maior iniciativa na área da cultura, a Lei de Emergência Cultural, surgiu em 2020 para conter os impactos econômicos e sociais causados pelo encerramento das atividades. No Pará, a Secult geriu um investimento total de R$ 72 milhões, por meio do auxílio emergencial que assistiu 2.905 agentes com um total de mais de R$ 8 milhões e mais 28 editais que contemplam diversos segmentos da cultura. Durante o processo, foi firmada uma parceria com 11 OSCs de vários municípios paraenses para a realização de editais, o que resultou em 3.356 projetos contemplados de todas as regiões de integração do Estado.

Festival Minha Banda na Cultura

Os músicos tiveram um projeto direcionado para o segmento. O Festival Minha Banda na Cultura selecionou grupos musicais para exibirem clipes ou trechos de apresentações nos intervalos da programação da TV Cultura. Na primeira edição, em 2020, a iniciativa premiou 118 grupos musicais com cachês de R$ 2 mil a R$ 6 mil.

Em 2021, a segunda edição ampliou a premiação permitindo também que técnicos, roadies, iluminadores e Djs também fossem selecionados. Foram premiadas 119 bandas (857 profissionais, ao todo), com o apoio emergencial no valor de R$ 500. A iniciativa é uma realização da Academia Paraense de Música, Funtelpa e do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, e patrocínio do Banco do Estado do Pará, com apoio da União dos Artistas do Pará.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.4%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
34.2%
1.2%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp