22/02/2021 às 18h31min - Atualizada em 22/02/2021 às 18h31min

Investigador fala sobre o caso da morte de idoso em Óbidos| Portal Obidense

Segundo o investigador, foi constatado que a morte do idoso foram por causas naturais

Por: Ezequiel Silva - Reportagem: Marcello Luíz

 
ÓBIDOS - Na manhã do último sábado (20), um idosos identificado como Manoel das Graças popularmente conhecido como "Mancthela" de 73 Anos, foi encontrado morto em sua residência.
Polícia Civil cogitou a possibilidade de homicídio, a equipe do Portal Obidense entrevistou o IPC Paulo Bassano que falou sobre o andamento do caso:

"É importante salientar que fizemos uma investigação para não cometer injustiça e claro buscar sempre a justiça! Ontem (sábado) fomos acionados que tinha um corpo, e fomos até o local verificar, uma coisa que a gente sempre tenta explicar a população na hora de encontrar um cadáver da importância de se preservar o local do crime, porque se mexerem no local do crime você consegue iniciar uma investigação de forma errada, foi o que aconteceu nesse caso aparentemente a gente acreditava que se tratava de um homicídio, porque parecia que tinha uma facada nas costas dele, ele estava com a  cabeça ensanguentada, a única característica que nos chamava atenção é que na cena do crime não tinha sinais de luta, daí nós conseguimos recolher o corpo levar até ao hospital, no hospital fizemos a limpeza do corpo do finado, e nessa limpeza percebemos que ele só tinha uma lesão na sobrancelha, a marca que ele tinha nas costas que as pessoas acreditavam que era uma facada, não foi facada, na hora em que a gente limpou não tinha nenhuma marca de faca, o que aconteceu que como ele bateu a cabeça no azulejo, houve um sangramento nessa questão de como ele morreu a gente ainda está analisando." disse Paulo Bassano.
 
IPC Paulo ressaltou que não tinha motivos que justificassem a morte de Mancthela, e que foram descartados as hipóteses de homicídio e suicídio e sim de morte natural, Paulo ainda falou sobre a análise das câmeras de vigilâncias próximas da residência de Mancthela: "Eu passei a noite tentando desvendar um pouco esse crime, porque todo crime que acontece na cidade em casos de homicídio eu faço o que eu posso pra gente tentar resolver e tentar encontrar o suspeito e trazer um pouco de paz para a família, só que o que eu aprendi na vida, muito melhor do que uma justiça e a gente não cometer injustiça, então eu tracei todo o perímetro do quarteirão da casa do finado Mancthela, puxei as ruas... todas as filmagens das 16hs de sábado até às 4 da manhã de domingo, eu não consegui colocar ninguém na cena do crime ou seja não houve mais ninguém que apareceu lá, somente o filho dele que apareceu próximo da casa e até acreditou que o pai dele estava acompanhado de uma mulher, por isso que ele não entrou na residência, e no caso até o outro dia. Então as investigações continuam em andamento, a gente fez a coleta de todas as unhas do cadáver, e vamos mandar para o centro de perícias Renato Chaves, que vai dar uma condição mais técnica se existe uma carga genética nas unhas do falecido, porque se houver uma carga genética a gente vai realmente concluir que foi homicídio ou não, porque se for uma morte por enforcamento como a princípio a gente acreditava ele no mínimo tentou se soltar, e com esse toque na unha dele vai ficar a marca da genética nas mãos e isso depende de laudos técnicos, mas pela minha investigação que iniciei que ainda não parou ata agora, é que estamos concluindo que não se trata de homicídio, se trata de morte Natural." disse Paulo Bassano.
 
Durante as investigações da Polícia Civil, foram divulgados em outros sites e até mesmo nas redes sociais fotos de possíveis suspeitos do crime que ganharam repercussão no município, e também a informação do furto da prótese dentária, que possuía um dente de ouro, Paulo desmentiu essa informação: "Todo mundo comentou sobre isso, mas isso não ocorreu o finado estava com a dentadura, o dente de ouro estava no cadáver, eu mesmo fui ontem lá no velório fazer o trabalho de coleta do finado, a família não deixa a gente mentir, não foi tirado nada dele o que aconteceu que com a queda que pode ter causado até mesmo por uma parada cardíaca acontece isso, o maxilar caiu pra dentro ficou pra dentro, e as pessoas achavam que ele não estava com a dentadura, mas na hora que a gente abriu no próprio local do crime a gente constatou que a dentadura dele estavam" disse Paulo Bassano.
 
IPC Paulo falou que a imprensa no calor do momento precisa evitar de postar informações não oficiais, e deve aguardar informações oficiais pela Polícia Civil, foi o que aconteceu em alguns grupos de whatsapp do município, fotos de possíveis suspeitos foram espalhadas nas redes sociais, ressaltamos que espalhar Fake News é crime, as investigações da PC continuam, mas segundo  o investigador é difícil encontrar suspeitos, tudo indica que a morte do vulgo Mancthela foi de causas naturais, mas o caso ainda segue em investigação.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.6%
10.4%
1.2%
0%
0%
15.3%
1.5%
0.6%
34.6%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp