18/06/2020 às 09h17min - Atualizada em 18/06/2020 às 09h17min

Stones Machado presta solidariedade ao jornalista Ronaldo Brasiliense | Portal Obidense

Professo Universitário no Amazonas, Ademir Ramos publica em sua pagina do facebook mensagem de apoio de Stone Machado ao jornalista Ronaldo Brasili

Por: Walmir Ferreira
Inormações: Ademir Ramos
Stone Machado | Foto: Ademir Ramos
MANAUS – O desastroso ato da policia civil do estado do Pará, em cumprimento da ordem do governador Helder Barbalho em intimidar o jornalista Ronaldo Brasiliense toma proporção nacional com manifestações por parte das instituições de imprensa como a Associação Brasileira de imprensa (ABI) e sindicatos.

Em Manaus Stone Machado repudia tal ato e se solidariza com o jornalista, veja abaixo o que escreveu Stone, publico por Ademir Ramos.

Nascido em Óbidos, Ronaldo Brasiliense informou na tarde de terça-feira (16), em sua cidade natal, no gogó do Amazonas, situada no Oeste do Pará, que teve sua casa revirada por quatro policiais que cumpriam ordem judicial de busca apreensão lavrada pelo senhor juiz Heyder Tavares da Silva Ferreira, titular da primeira Vara de Inquéritos e Medidas Cautelares da capital do Estado, localizada a 800 km do município de Óbidos.

O mandado do magistrado, como ironicamente definiu o jornalista, é claro como um carvão: "Descoberta a coisa que se procura, será imediatamente apreendida e posta sob custódia da autoridade ou de seus agentes, devendo os executores, finda a diligência, lavrar auto circunstanciado, assinando com duas testemunhas presenciais."

O jornalista obidense teve seus computadores apreendidos e uma coletânea da Revista Pará em Foco com 128 exemplares, onde na capa, segundo Ronaldo Brasiliense, aparece estampada foto do então candidato ao governo do Estado pelo MDB com a manchete: "Helder cai na Lava Jato", sobre a denúncia feita pelo presidente da Odebrecht Ambiental, Fernando Reis, que o filho do honestíssimo senador Jader Barbalho tinha recebido R$ 1,5 milhão em três parcelas de R$ 500 mil, de caixa dois, para sua campanha, denuncia que foi confirmada pelo diretor-superintendente da empresa, Mario Amaro da Silveira. Denuncia esta até o momento não apurada pelo TRE do Pará.

O processo contra o jornalista Ronaldo Brasiliense, possivelmente, tenha as digitais do governador Helder Barbalho (MDB-PA), que agindo como coronel de barranco, bem no estilo dos agentes das oligarquias regional, reduz os aparelhos de Estado a sua vontade para assegurar o mandonismo político fazendo calar as oposições ou qualquer outra força que aja contrária ao seu mando no Estado do Pará.

Indignado manifestamos nossa solidariedade ao amigo e conterrâneo Ronaldo Brasiliense que por seu trabalho jornalístico tem sido perseguido e agredido de diversos modos por mandatários arbitrários que tudo faz para intimidar o profissional de comunicação e afrontar a liberdade de imprensa violando o mandamento constitucional.

Nosso respeito ao laureado jornalista obidense Ronaldo Brasiliense por acreditar que a justiça será feita fazendo valer a liberdade de imprensa como instrumento democrático assegurado na ordem constitucional.


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.0%
1.7%
0%
0%
15.2%
1.7%
0.6%
33.5%
1.7%
3.7%
4.6%
2.6%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp