30/03/2016 às 20h22min - Atualizada em 30/03/2016 às 20h22min

Presidente da Câmara de Vereadores de Óbidos rebate críticas do Deputado Júnior Hage

Deputado Estadual criticou os vereadores obidenses pela falta de informações sobre a indicação do nome de Maurício Hamoy para dá nome a nova escola estadual.

Por: Érique Figueirêdo
Foto: Arquivo Portal Obidense

ÓBIDOS – As declarações do deputado estadual Júnior Hage (PR), foram recebidas com indignação pelos vereadores de Óbidos. A entrevista do parlamentar concedida ao jornalista Aristides Dias, sobre a mudança do nome de uma das escolas estaduais construídas em Óbidos, marcou o início de um novo capítulo na interminável novela para definir o nome de um dos educandários.

Hage garantiu na entrevista que não sabia que a Câmara de Óbidos havia aprovado o nome de Maurício Hamoy, ex-professor e ex-diretor da 7º Unidade Regional de Educação (7º URE), para batizar a nova escola construída no bairro de São Francisco.

O deputado usou um tom ácido em sua entrevista e creditou a culpa nos vereadores obidenses pelo desconhecimento da indicação do nome de Maurício Hamoy. Ao in

vés de criticar o representante do parlamento do estado, os vereadores de Óbidos tinham que mandar os desejos da população de Óbidos para cá, porque nós não estamos em Óbidos no dia a dia”.

Entenda o caso Click aqui [Escola Muda de Nome]

O presidente da Câmara de Vereadores de Óbidos, Nivaldo Aquino (PTN), reagiu as declarações e disse que o deputado foi infeliz em suas colocações. Nivaldo estranhou o fato do parlamentar desconhecer a indicação do nome do professor obidense para dá nome a escola, já que essa decisão havia sido publicada no Diário Oficial do Estado em fevereiro deste ano.

“Eu me surpreendi quando ele disse que só soube da indicação do Maurício Hamoy após ele ter uma conversa com o Chefe da Casa Civil José Megale, houve até publicação desse fato no Diário Oficial do Estado no dia 19 de fevereiro deste ano. O deputado só viu erros aqui na Câmara, infelizmente não observou o erro no Projeto de Lei dele, que indicava que a escola ficava na rua Belém, quando na verdade ela fica na travessa Saladino de Brito, por isso na minha opinião ele foi infeliz nas suas declarações”, rebateu Nivaldo Aquino.

O presidente da Câmara informou que um requerimento assinado por todos os parlamentares obidenses, está sendo encaminhado para a Secretaria de Estado de Educação, com cópias para o Governo do Estado e para presidência da Assembleia Legislativa do Pará, pedindo que seja efetivada a homenagem ao professor Maurício Hamoy.

“Nós não estamos desmerecendo o ex-deputado Gabriel Guerreiro, muito pelo contrário, nós sabemos dos relevantes serviços prestados por ele ao nosso estado, mas a nossa intenção é que o pedido da população obidense seja atendido e que a escola de fato receba o nome de Maurício Hamoy, já que essa foi a decisão tomada anteriormente e oficializada conforme publicação do Diário”, ressaltou Aquino.

O pedido de Júnior Hage foi recebido com estranheza pelos obidenses e também foi alvo de críticas da Academia Artística e Literária de Óbidos (AALO), que protestou e foi contrária a mudança, que intitulou de autoritária e antidemocrática.

Endenda o caso Click aqui [Nota da Academia - AALO]

No término da entrevista Júnior Hage ponderou e garantiu que está disponível para ajudar a sociedade obidense a ter a sua vontade atendida, e foi além, afirmou que faz questão de estar em Óbidos no dia da inauguração do prédio.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp