27/03/2016 às 19h11min - Atualizada em 27/03/2016 às 19h11min

Escola Municipal Livramento da comunidade Livramento finaliza o seu ano letivo

Final com apresentações de alunos mostrando em peças teatrais tudo o que aprenderam sobre o projeto SEIVA do Governo Federal

Da Redação
Foto: Wendel Menezes e Professores

ÓBIDOS – A Escola fica em uma comunidade chamada de Livramento, atende a própria comunidade e comunidades adjacentes que segunda a sua coordenadora, professora Jacimar dos Santos, em cinco anos que está à frente da escola, reprovação e evasão quase não acontece.

Jacimar Silva dos Santos, professora da várzea a cinco anos em atividades, trabalha na Escola Municipal Livramento da mesma comunidade. A Escola funciona improvisada em um espaço comunitário cedido pela comunidade, pois segundo a professora a cinco anos vive de promessa do Poder Público para a construção da Escola Municipal. Com apenas três funcionários, a escola segue em suas funções pedagógicas e administrativas, sendo que entre os dois professores, uma exerce múltipla função e ainda faz

um trabalho multi-séries, e a outra funcionária é uma ASG.

“- Hoje foi o encerramento das atividades escolares, em agosto iniciaremos outro período letivo, nosso calendário é diferenciado devido estarmos em uma área de várzea. Trabalhamos o projeto SEIVA, onde escolhemos um tema próximo ou mais próximo da realidade do aluno e hoje foi apresentado o tema Educação Fiscal, acredito que todas as escolas deveriam abordar, pois as crianças devem saber desde já sobre impostos arrecadados e como o governo deveria investir em melhorias para a população”. Falou a Professora e Coordenadora da escola, Prof. Jacimar dos Santos.

O Projeto SEIVA

SEIVA (Sistema de Ensino Integrado na Várzea). Este projeto tem como objetivo organizar a proposta curricular, o tempo pedagógico e o calendário escolar, promovendo desta forma, o ensino integrado aos alunos da região de várzea, maior tempo de permanência na escola, e desenvolvendo metodologias que possam contextualizar os conteúdos curriculares atendendo as especificidades do campo, assim como assegurar a efetiva participação das famílias no processo ensino- aprendizagem, no que tange as modalidades da Educação Infantil, Ensino fundamental, Multi-série e também a EJA.

Durante o bimestre a escola constrói conhecimentos, segundo a realidade da comunidade, associando o currículo de acordo com o tema escolhido. Para à abordagem a partir do qual são trabalhados conteúdos de todas as disciplinas, através de textos, músicas, paródias, jogos pedagógicos, e outros. Ao final do bimestre, são realizadas as sistematizações dos temas que dão vida e alimenta o currículo, esse é o momento em que os alunos expõem ao público todo conhecimento da diversidade cultural existente na comunidade e no mundo.

O Evento

Aconteceu na quarta (23/03) com a apresentação do Professor Claudinei dos Santos Lopes, morador da comunidade e começou por volta de 9 hs, estiveram presentes a

Coordenadora Pedagógica da Escola Municipal Felipe Patroni Professora Izabel Barros e a representante da SEMED Professora Eliana Araújo. Após as boas vinda da Coordenadora, os alunos cantaram a música “Boas Vindas”.

Por estarmos em período de quaresma e também por terem alcançado o cumprimento de seus objetivos, professores, alunos e convidados fizeram uma oração (Oração da Professora) em agradecimento a Deus, por ter possibilitado dedicação, saúde e a perseverança do cumprimento de mais um ano letivo.

O Teatro

Educação Fiscal – foi o tema da apresentação que teve como objetivo desenvolver na escola um trabalho interdisciplinar de conscientização com o foco em Educação Fiscal, visando a formação de cidadãos conscientes e participativos.

Nessa dinâmica apresentada pelos alunos especificaram alguns elementos de suma importância, demonstrando aos alunos o valor do dinheiro, as unidades, o preço dos produtos, a importânc

ia de exigirem a nota fiscal no ato da compra, o pedido de desconto se a compra for a vista, a variedade de produtos que utilizamos no dia a dia, a igualdade e a diferença nos preços, produtos naturais e artificiais.

Finalizando o evento houveram apresentações de poemas:

- Cupom Fiscal – feito pelo aluno Murilo;

- Educação no Campo – feito pela aluna Marliane;

- Educação Infantil – Com a história O Leão e os Ratinhos, feito por uma equipe de alunos;

- Falta Doce – pelas alunas Raissa e Valdinéia.

E por último ato, cantaram a música “É preciso saber viver”, fechando com chave de ouro o evento onde puderam degustar de um saboroso lanche servido para todos que fizeram parte dessa luta, na qual enfrentamos para sobreviver em um país de grandes escândalos como roubo, corrupções..., enfim, parabéns a todos os professores, pais, alunos, e pessoas que se dedicam para que tudo isso aconteça, não esquecendo dos condutores das lanchas que mesmo com todas as adversidades estão sempre trabalhando, mostrando o carinho e o respeito pelos alunos que sonham com um futuro melhor.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp