28/08/2017 às 14h33min - Atualizada em 28/08/2017 às 14h33min

Festival Folclórico resgata a cultura obidense e incentiva a produção cultural nas escolas

Evento realizado pela Secretaria de Cultura e Turismo teve como tema: “Mitos e Lendas”.

ASCOM/PMO
Por: Érique Figueirêdo
Fotos: Mauro Pantoja – ASCOM/PMO

ÓBIDOS - A cidade rica pela sua herança portuguesa, é também berço de uma vasta cultura que exalta os seus antepassados e meche com imaginário da população. Em virtude disso, Óbidos, no oeste do Pará, é palco todos os anos do Festival Folclórico, evento que tem o objetivo resgatar e manter viva as manifestações tradicionais praticadas em todo território do município.

Na noite da última sexta-feira (25/08), a Prefeitura de Óbidos, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult), realizou o evento que teve como tema: “Mitos e Lendas”. O festival reuniu dezenas de grupos de danças da cidade e do interior, que levaram para a arena de apresentações as mais variadas manifestações culturais e artísticas que fazem parte da rica cultura local.

Entre as atrações, as apresentações das lendas do Guaraná, do Neguinho do Laguinho, ambas encenadas por alunos da Escola Manoel Valente do Couto, e da lenda do Açaí, apresentada por alunos da Escola São Francisco, reviveram “estórias” que fazem parte dos contos narrados pelos moradores mais antigos de Óbidos.

“Nesse sentido tivemos a preocupação de trazer para este evento apresentações que valorizem justamente esses contos, essas ‘estórias’ como se diz no dito popular, que por conta do tempo e da mudança dos hábitos foram sendo esquecidas. Ao ver o interesse do público em acompanhar as apresentações, em conhecer melhor essas lendas e contos, temos a certeza que o festival cumpriu o seu papel de manter viva a nossa cultura local”, disse o secretário de cultura e turismo, Luiz Carlos Queiroz.

A produção cultural do festival envolveu dezenas de educadores e alunos da rede municipal de ensino que deram vida aos personagens famosos da cultura local. O “Mito da Ribite” encenado por professores e alunos da Escola José Tostes, mostrou ao público os hábitos nada convencionais de uma senhora que perambulava pelas ruas da Óbidos, rogando pragas em quem lhe provocava.

“Esse é o momento propício para se aviventar as culturas que estavam em estado letárgico. Nós queremos com essas manifestações acordar a cultura do povo obidense, mesmo aquelas que estavam esquecidas. Todo o poder cultural de Óbidos tem que ser exaltado, tem que ser vivenciado e tem que ser mostrado para o mundo”, enfatizou o prefeito Chico Alfaia.

Os grupos folclóricos também tiveram participação importante no evento, por meio das danças regionais que animaram o festival com o seu colorido e sincronismo dos brincantes. A Dança do Tacacá, Ritual Indígena, Swing de Carimbó, e a apresentação do grupo de Carimbó Forte Pauxis, animaram o público.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp