26/04/2017 às 14h13min - Atualizada em 26/04/2017 às 14h13min

Policia Militar relata como foi atuação no resgate das vítimas do raio em Óbidos.

“Chegamos lá e vimos a veracidade dos fatos, muito grave a situação, não pensamos muito, tomamos a inciativa de levar para o hospital em nossa viatura, cada segunda era importante” disse um dos PMs.

Por: Eury Silva
Foto: Portal Obidense

ÓBIDOS – Muitas das vezes, não se olha o esforço feito por desconhecidos, entendemos que cada um tem que cumprir com sua obrigação, mas as vezes devido a situação de risco e falta, até muitas vezes de estrutura, vidas podem ser salvas quando depender de uma tomada de decisão, assumir a responsabilidade e acima de tudo servir.

A fatalidade que aconteceu na última sexta feira (21) em Óbidos, apagou o esforço e o trabalho de seres humanos, homens da policia Militar que foram acionados por populares na hora em que aconteceu o sinistro, entendendo que isso não deva ser importante para alguns, mas para as pessoas que precisam sempre desse apoio, na hora do desespero e não tem com quem contar, um apoio incondicional é importente.

Mesmo se tratando, de acidente, o telefone que tocou foi (93)99178-7500 esse número, não é de pronto socorro, hospital, SPA ou até mesmo de resgate ou SAMU, é o telefone da viatura da policia Militar de Óbidos.

Do outro lado da linha uma pessoa informando que um raio avia caído e atingido crianças, de imediato, sem pensar, mas sabendo que uma nova missão lhe foi dada, desta vez, não de reprimir, prender ou deter, mas de socorrer, vidas que estavam em jogo.

A viatura de N. 7212, guarnição, composta pelo sargento Ednilson, Cabo, De Araújo e Eduarte, mais o soldado Ferro. Partiram em direção ao bairro Bela Vista, duas vidas se foram, mas restou ainda uma, que com a presteza, rapidez e responsabilidade foi salva, o menino Ítalo Ferreira

O Portal Obidense, procurou os policiais, que participaram do resgate, para saber, como se sentiram e para nos contar como fizeram o resgate e o socorro usando sua própria viatura.

O Chamado

Recebemos a chamada pelo telefone da viatura, uma pessoa informando, que raio tinha caído no campo de futebol nas proximidades do laguinho, e tinha atingido 3 crianças. De imediato ligamos para ambulância do SAMU e esta, por sua vez, nos informou que estaria em atendimento em outro local da cidade, então, rapidamente, nos deslocamos para o local da ocorrência, tomamos ciência e a veracidade dos fatos, constatamos o sinistros e vimos o tamanho da gravidade dos ferimentos.

A ação e inciativa

A partir daí, tomamos logo as precauções, isolamos o local, protegemos as vítimas e seu estado de saúde...! Vimos que era muito grave e tomamos a inciativa de leva-los ao hospital de urgência e emergência José Priante Filho.

A tomada de decisão

Como falei anteriormente a viatura do SAMU, estava em uma outra ocorrência, e levariam muitos minutos para atender, porém tinha outro agravante a ambulância só poderia levar uma pessoa por vez, cada minutos ou cada segundo, parecia uma eternidade, as pessoas inquietas e pedindo providencias, por isso não podíamos perder tempo, levamos as vítimas.

O desejo

Infelizmente conduzimos duas vítimas, Valdo e Ítalo, gostaríamos muito que fosse os três, e depois ainda perdemos o Valdo, já dentro do Hospital.

Os procedimentos

Antes de sairmos ainda fizemos a verificação da pressão arterial, conforme aprendido em treinamento e instrução, sinais vitais, pulsação, pupila, respiração, colocamos os dois, na viatura onde cada segundo era importante, o mais rápido atendimento médico por pessoas especializada as chances aumentariam para as vítimas.

O tempo

Foi incrível, nossa pressa, acredito que levamos no máximo 5mn do campo do Bela Vista ao Hospital José Priante, ativamos o giro-flexe e ligamos as sirenes da viatura, nosso motorista foi muito eficiente.

Os populares e outras vítimas

Vitimados, foram apenas três, existiam outras crianças no campo que sentiram o abalo com a queda do raio, mas nada além disso, depois começou a chegar mais pessoas curiosos, todo mundo ficou agitado pedindo providencias, e os olhares eram em nossa direção, eles estavam contando com agente, e nós sabíamos que tínhamos que fazer algo, o nosso trabalho também é salvaguardar a vida alheia, por mais que as chances de sobrevivência seja mínima, mas temos que acreditar.

O sentimento

A nossa satisfação de fazer algo, foi imensa, nosso atendimento foi rápido, conseguimos salvar uma criança, infelizmente, perdemos duas, para nossa tristeza, mas a criança que está viva em situação estável em Santarém, nos faz sentir e nos motiva, para não desistirmos de nada, de lutar sempre pela vida, não desistir no meio do caminho, acreditar sempre, não esperamos reconhecimento, vocês do Portal vieram aqui e estamos falando, temos alegria de dizer isso, temos ainda o Ítalo Ferreira, ela vai ficar bom, e em breve ele estará de volta a nossa cidade.

Na polícia nunca tínhamos atendido um chamado assim, foi uma experiência ruim, triste, olha que somos acostumados a ver de perto acidentes, tiros, facadas, mas isso foi diferente, muito diferente, novo para nós.

Nas redes sociais, a família do menino sobrevivente Iltalo Ferreira, agradeceram pela agilidades no resgates dos policiais Militares de Óbidos e postaram uma foto.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp