16/03/2017 às 13h40min - Atualizada em 16/03/2017 às 13h40min

Projeto de formação José Cornélio dos Santos inicia as atividades de 2017

Entidade referência no fortalecimento de vínculos atenderá 30 jovens em situação de vulnerabilidade social.

Por: Érique Figueirêdo
Ascom/PMO
Fotos: Mauro Pantoja – Ascom/PMO

ÓBIDOS - O retorno das atividades do Projeto de Formação José Cornélio dos Santos, que atua no ensino técnico profissionalizante em Óbidos, oeste do Pará, foi marcado por uma cerimônia de acolhida realizada no final da tarde de terça-feira (14), na sede da entidade localizada na Rua Justo Chermont, bairro de Santa Terezinha.

O evento contou com a participação do prefeito de Óbidos, Chico Alfaia; da secretária de Desenvolvimento Social, Izalina Silva; do presidente do Conselho Tutelar, José Paulo Castro, e de representantes da Secretaria de Educação e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

A programação de boas-vindas contou com a apresentação do novo corpo administrativo do projeto, e dos 30 usuários que passarão pelo programa de formação profissional inicial e continuada, que entre outros objetivos, visa atender jovens vulnerabilizados pela pobreza e exclusão social. 

Os usuários receberão aulas de marcenaria com aperfeiçoamento de técnicas durante três dias da semana, no restante dos dias, participarão de aulas de educação física e formação em outras áreas, por meio de minicursos voltados para a geração de renda familiar. O projeto que é realizado em parceria com a Mineração Rio do Norte (MRN), dispõe ainda de atendimentos com psicológicos, advogados e assistentes sociais, além de acompanhamento pedagógico.

Os pais e responsáveis dos beneficiados também participarão de cursos, e têm a responsabilidade de estarem presentes nas reuniões bimensais, além do compromisso de se envolverem nas atividades de forma voluntária.

A intenção da Secretaria de Desenvolvimento Social (Semdes), responsável pelo José Cornélio, é tornar a atividade principal, uma atividade empreendedora, gerando lucro para os usuários e suas famílias.

“Podemos tornar esse projeto uma mola propulsora que possa incentivar essa juventude, gerando renda para eles, tornando futuros empresários, futuros empreendedores de Óbidos, e porque não dizer geradores de emprego e renda. Estamos estudando como podemos fazer essa atividade se tornar lucrativa”, disse Izalina Silva, titular da Semdes.

Nesta quarta-feira (15), iniciaram as aulas teóricas. Até o contato com as máquinas, os usuários passarão por palestras de segurança no trabalho e por instruções para aprender a operar os equipamentos da marcenaria.

“Nosso cronograma de atividades está fechado, e já a partir de quarta-feira nossos usuários começarão a participar das atividades. Teremos aulas de segunda a sexta, em dois períodos, manhã e tarde. Nossa intenção é não restringir eles apenas as atividades do projeto, mas fomentar outros cursos, em outras áreas”, explicou a coordenadora pedagógica, Maziane Matos.

O prefeito Chico Alfaia, destacou o potencial de inclusão da entidade, que é referência no fortalecimento de vínculos, já que muitos usuários são encaminhados pela justiça.

“O José Cornélio é um projeto semente, e nós temos interesse e vamos trabalhar para que essas sementes germinem, dê frutos, como o próprio slogan da reunião de hoje. A minha visão é de um projeto que ampare as pessoas, que dê formação profissional para os usuários, e que eles, quando saírem daqui, consigam replicar isso lá fora, não só na parte profissional, mas na parte de vivência das experiências que eles passarão aqui”, falou o prefeito obidense. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.5%
10.2%
1.8%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
33.3%
1.8%
3.8%
4.7%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp