22/02/2017 às 15h53min - Atualizada em 22/02/2017 às 15h53min

Policiais da base Flutuante construída no rio Amazonas próximo a Óbidos trabalham diuturnamente.

Devido as novas rotas feitas para passar produtos ilicitamente, a polícia também está fazendo as fiscalizações em movimento hoje (22) eles estavam em Juruti.

Por: Rafaela Aquino
Foto: Rafaela Aquino

RIO AMAZONAS – A força tarefa, conhecida como polícia de fronteira que desenvolvem um projeto de ação conjunta formada pela Polícia Federal, Receita Federal e Receita Estadual do Pará (SEFA), que atuam de forma preventiva e repressiva na estação da base Candiru, posto flutuante de fiscalização que fica próximo ao porto da cidade de Óbidos no oeste do Pará. Estão atuando de forma mais efetiva e agora mudando de estratégia a cada ação, devido as adaptações organizadas por quadrilhas especializadas em contrabando e tráfico de entorpecentes.

O projeto inicial seria para combater a divisa fiscal entre o estado do Pará e Amazonas, no contrabando de mercadoria oriunda da Zona Fraca de Manaus ária de livre comércio que fica na capital Manaus.

Na década 80 e 90 esse trecho de rio era bastante movimentado por centenas de pessoas que faziam contrabando de mercadoria, sonegando impostos prejudicando o comercio da região por concorrência desleal e quebrando empresas que trabalhavam de acordo com a legislação contra pessoas que burlavam a mesma.

Para corrigir tamanho desvio em sonegação de impostos as secretarias das receitas estadual e federal, mais a polícia Federal instalaram a estação Candiru, que depois foi desativa e no início de 2016 foi reativada, desta vês mais voltada para o tráfico de drogas que invadiu os rios da Amazônia quase que por completo.

As embarcações que trafegam pelos rios entre Manaus e Belém, tem sua parada obrigatória na Estação Flutuante Candiru, mas recentemente a polícia vem identificando que ouve uma mudança de rota por parte do tráfico de droga. Mas a polícia está buscando mapear ainda mais os desvio e se antecipar. Hoje (22) fomos surpreendidos abordo da Ferry Boat Obidense com a força tarefa no Porto de Juruti, na busca de se antecipar ao tráfico e surpreende-los. Pois no período carnavalesco aumentam a movimentação consideradas suspeitas nos rios e embarcações. Tanto que com esse trabalho aumentou o número de apreensões de drogas e de suas Mulas como são chamadas aquelas pessoas que aceitam, levar a droga como bagagem, correndo o risco de ser capturado pela Federal.

Nós do Portal Obidense acompanhamos o momento dos trabalhos da Polícia de Fronteira na abordagem de nossa embarcação no Porto de Juruti, em viagem que estamos fazendo tendo Óbidos como destino, para a transmissão e cobertura do Carnapauxis.

Todos tivemos que sair, deixar a embarcação para que os federais façam seus trabalhos, algumas pessoas reclamam, mas a maioria aprovam sabendo que o crime deve e precisa ser combatido.

Após todos os procedimentos de revistas, fomos liberados a seguir viagem e aproveitar para comtemplar o maravilhoso rio Amazonas e chegar tranquilo e com segurança na Cidade da Alegria onde acontece o melhor carnaval de rua da Amazônia o qual faremos um cobertura completa com portal de notícias e transmissão via radio Web.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp