09/02/2017 às 12h55min - Atualizada em 09/02/2017 às 12h55min

Os casos suspeitos de Dengue na cidade de Óbidos, Oeste do Pará chegam a 08 (oito) neste início de ano de 2017.

Por: Walmir Ferreira
Foto: Portal Obidense

ÓBIDOS - Um número que parece inexpressível, mas que coloca em alerta a secretaria municipal de saúde que intensifica as ações de combate aos focos do mosquito Aedes Aegypt na zona urbana.

Em comparação com o ano de 2016, que teve registro de 29 casos notificados de dengue, o ano de 2017 já começa com chuvas, um fator que contribui para o surgimento dos mosquitos que depositam seus ovos em pequenos reservatórios que armazenam água parada, como exemplo, uma tampinha de refrigerante. As larvas eclodem dando início a um novo ciclo.

“Combater o Aedes Aegypt não depende somente do Poder Público, mas sim de toda a população. Se todos fizerem um pouquinho teremos menos focos das larvas do mosquito e consequentemente teremos mais chances contra o inseto. ” Informou Moisés Portela, Enfermeiro.

Como a região amazônica se destaca por apresentar apenas duas estações mais evidentes que é o período chuvoso e verão a preocupação aumenta. No ano de 2016 a secretaria municipal de Saúde notificou 29 casos confirmados de dengue no município. A diferença é o período em que os casos foram registrados. No inverno, que na região é o período chuvoso foram registrados 10 casos confirmados de dengue. Contradizendo todas as estatísticas, no verão, foram 19 casos registrados de dengue. Quase 100% a mais que no inverno, período mais comum para os casos de dengue.

Para evitar um número maior de casos conformados de dengue no município e que esses casos se confirmem no verão a secretaria de Saúde de Óbidos busca pareceria com a população para reduzir os focos do mosquito Aedes Aegypt, o mesmo que transmite a DENGUE, FEBRE CHIKUNGUNYA E ZIKA VÍRUS.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp