19/06/2024 às 15h16min - Atualizada em 19/06/2024 às 15h16min

Arraial de Todos os Santos 2024 valoriza a diversidade dos folguedos juninos

Programação no Teatro Waldemar Henrique e no Centur mostram ao público a arte de grupos contemplados pela Fundação Cultural do Estado do Pará

Por: Jhullyele Santos
Ascom/FCP

Portal Obidense  Publicidade 790x90

Arraial de Todos os Santos 2024

PARÁ - Grupos contemplados pelo Edital Folguedos, da Fundação Cultural do Estado do Pará (FCP), estão se apresentando no Arraial de Todos os Santos 2024. Com o objetivo de fomentar a cultura popular, o evento oferece diversas apresentações no Teatro Waldemar Henrique e na Praça do Artista, no Centur, que neste ano recebe a denominação de "Palco Verequete", em homenagem ao músico Augusto Gomes Rodrigues, o Mestre Verequete, grande referência do carimbó, nascido em Tracuateua, nordeste do Pará.

A partir desta terça-feira (18), até o dia 23 (domingo), os Pássaros Juninos e Cordões de Pássaros brincam no Teatro Waldemar Henrique, na Praça da República. Durante seis noites o palco do teatro receberá os Pássaros Juninos e Cordões de Pássaros e de Bichos, para apresentações dos 17 grupos selecionados no edital 2024.

O Arraial de Todos os Santos 2024 foi aberto em 8 de junho, com Revoada e apresentações dos Pássaros e Cordões de Pássaros, na Casa das Artes, em Belém. Após o grande cortejo, os grupos se reuniram em uma grande roda para encenação da "revoada", quando parte do enredo é levado ao palco e conta com a participação dos principais personagens.

No Centur, as atrações prosseguem até o dia 30 de junho, com o encontro das culturas populares, mostrando toda a diversidade cultural amazônica.


Credenciamento de Coletivos - Criado desde 2015, o Edital Folguedo Junino vem sendo publicado todos os anos pela Diretoria de Interação Cultural (DIC), da FCP. O objetivo é selecionar os coletivos das culturas populares e expressões juninas para a participação no Arraial de Todos os Santos. Este ano, foram selecionados 91 grupos, que vão integrar as programações nos diversos espaços da FCP.

Os folguedos são festas populares, de aspecto lúdico, realizadas anualmente em datas determinadas, em diversas regiões do Brasil. Algumas têm origem religiosa, tanto católica quanto em cultos africanos, e também são folclóricas.

História - Os folguedos fazem parte da cultura popular e do folclore brasileiro, e têm como característica a música, a dança e a representação teatral. Com o passar dos anos, muitos folguedos foram incorporando mudanças culturais, com novas coreografias e vestimentas, como máscaras, colares, turbantes, fitas e roupas coloridas.

As festas são conhecidas por todo o Brasil, com destaque para o Nordeste. Os folguedos são expressões únicas da rica diversidade cultural do País, e desempenham um papel importante na preservação das tradições e da identidade cultural das comunidades.


Tipos de folguedos

Boi-Bumbá - Representação teatral centrada no Boi-Bumbá, na vida, morte e ressurreição do boi, com personagens diversos, entre os quais o amo do boi, a sinhazinha, nego Chico, Catirina, Cazumbá e o Curandeiro ou Pajé, além dos demais participantes.

Boi de Máscaras - Expressão cultural originada no município de São Caetano de Odivelas, no nordeste paraense. O personagem central é o boi de quatro pernas, representado pela máscara corporal vestida por dois brincantes. Caracteriza-se pelo cortejo protagonizado pelo boi e marcado por diversos ritmos, acompanhado por personagens mascarados, entre os quais pierrôs e cabeçudos. Não segue um enredo e narrativas; os personagens mascarados acompanham o boi com a sua dança característica e performances improvisadas.

Pássaro Junino e Cordão de Pássaro e Bicho - Representação de histórias com características melodramáticas e cômicas, acompanhadas por música, canto e dança, tendo como enredo a saga da caçada, morte e ressurreição do pássaro ou bicho, seu personagem central, contracenando com fazendeiros, nobres e pajés, entre outros personagens.

Parafolclórico - Representação de danças folclóricas da região amazônica, como parte da identidade cultural paraense, faz referências ao imaginário de lendas e mitos, com o acompanhamento de conjunto de músicos próprios e dançarinos.

Carimbó - Conjunto musical, nas suas diversas formações, cujo principal instrumento são os curimbós, tambor escavado manualmente no tronco, acompanhados exclusivamente de banjo, instrumentos de sopro, de percussão e demais instrumentos de efeitos, como maracas, e milheiros, tocando e cantando músicas de projeção da cultura amazônica, especialmente o ritmo do carimbó.

Toada - Grupos de expressões culturais que utilizam, em sua maioria, quatro traços coreográficos inspirados nas tradições indígenas: o tribal; o bailado corrido; o folclore nortista e o contemporâneo. A principal influência dessa manifestação está nas tribos do Festival de Juruti e no Sairé, em Santarém, ambos no oeste do Pará.

Portal Obidense  Publicidade 790x90


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp