26/01/2017 às 10h30min - Atualizada em 26/01/2017 às 10h30min

Defesa Civil e Seurbi redobram o monitoramento nas áreas de risco em Óbidos

Parte da orla da cidade foi interditada pela Defesa Civil Municipal. Perímetro da Avenida Nelson Souza, na entrada da cidade corre o risco de desmoronar.

Por: Érique Figueirêdo
Ascom/PMO
Fotos: Odirlei Santos – Ascom/PMO

ÓBIDOS - A forte chuva que caiu deste o final de semana em Óbidos, no oeste do Pará, agravou ainda mais a situação da infraestrutura das vias públicas da cidade. A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil redobrou o monitoramento nas áreas de risco, após receber vários pedidos de socorro. 

No início da semana o órgão divulgou que foram mapeadas 7 áreas de risco que estavam em situação crítica, devido à forte enxurrada e o deslize de terra. Nesta quarta-feira (25), o número de áreas em estado crítico subiu para 16. 

Na Avenida Prefeito Nelson Souza, no trecho próximo à entrada da cidade, foi identificado risco de desmoronamento de parte da via. Segundo denúncias, a situação se agravou após um morador da área ter quebrado a galeria de esgoto, para facilitar o acesso de um trator ao terreno de sua propriedade. A Secretaria Municipal de Urbanismo e Infraestrutura (Seurbi), notificou o acusado no dia 16 de janeiro, conforme determina a Lei Orgânica do Município. “Ele foi notificado e deve recuperar o que foi quebrado. Só depois de recuperar a galeria é que poderemos fazer a manutenção da rua. Até lá vamos manter o cuidado constante com esse perímetro aqui da Nelson Souza”, disse Marcos Maciel, secretário de infraestrutura.

A galeria pluvial danificada, escoava água da chuva para área conhecida como “baixa funda”. Sem a mureta de contenção a enxurrada encobriu a avenida e abriu valas por todo o perímetro. O departamento de tráfego da Seurbi manteve ativo o trânsito de veículos, mas não descarta a interdição do local caso a situação se agrave ainda mais nos próximos dias. Se isso acontecer, o órgão tem um plano traçado para garantir o acesso à cidade. 

Cais de arrimo

O cais de arrimo, no trecho da orla na Rua Siqueira Campos, também apresentou problemas em sua estrutura após as fortes chuvas, e precisou ser interditado pela Defesa Civil. Uma equipe técnica esteve no

local e detectou uma erosão na base da estrutura da orla, causada pelo rompimento de um esgoto e pela ação da natureza. 

Cerca de 20 metros da área de passeio da orla foram interditados. A Defesa Civil e a Seurbi estão adotando medidas para impedir a atracagem de embarcações de grande porte em toda a extensão do trecho novo do cais. “A situação aqui é preocupante. Pedimos a toda a população que respeite a sinalização que foi colocada para impedir o acesso ao trecho que está cedendo. Vamos iniciar o estudo desse problema para ver de que forma podemos impedir que essa situação se agrave ainda mais”, disse Ary Franco, coordenador da defesa civil municipal. 

Correção em matéria publicada na quarta feira 26

Em matéria publicada neste Portal denominada “Perigo no Cais de Óbidos” onde afirmamos que a situação do cais do porto de Óbidos sobre a erosão e perigo de desabamento, foi comunicada pelo vereador Rosinaldo Cardoso ao secretário de Urbanismo e Infraestrutura, Marcos Maciel. Fomos alertados pela secretaria de comunicação da PMO, através do Sr. Érique Figueiredo que antes de tudo no Sábado (21) a Defesa Civil já tinha ido ao local, verificado a situação para as devidas providências, conforme está registrado naquela secretaria.

A Coordenadoria de Defesa Civil divulgou o número de telefone para que a população entre em contato com os agentes do órgão e informem as situações de emergência. O contato pode ser feito pelo número (93) 99100-2322.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.6%
10.1%
1.8%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
33.9%
1.5%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp