13/01/2017 às 20h34min - Atualizada em 13/01/2017 às 20h34min

Polícia Militar e Civil de Oriximiná agem rápido com sua linha de inteligência, em menos de 24 horas chegam a 2 suspeitos.

Por: Márcio Garcia
Foto: Márcio Garcia

ORIXIMINÁ – A pequena cidade de Oriximiná vive momentos de tenção, por crime de homicídio duplo ocorrido na noite de quinta-feira (12) por volta das 22hs. A polícia ainda não sabe dizer se foi queima de arquivo, acerto de contas entre criminosos. Pois duas vítimas foram executadas sumária mente, sem conversas sem perguntas, homens fortemente armados decididos a matar.

Logo após o crime a polícia de Oriximiná, colocou seus investigadores trabalhando sem cessar e já tiveram êxitos identificando 2 dos 4 elementos que participaram do ato de execução.

Nosso corresponde em Oriximiná Marcio Garcia, conseguiu informações importantes da polícia. Esses dados podem levar a polícia chegar aos outros dois executores que sabe-se que não estão mais em Oriximiná.

Em entrevista o escrivão Alessandre Rodrigues falou: “Iniciamos os trabalhos de campo desde a hora do fato ocorrido, investigação ininterruptas colhendo informações, através de depoimentos de pessoas que devem ficar em sigilo, conseguimos chegar ao Moto Taxista José da Saúde Oliveira, que deu o apoio logístico aos dois homens, inclusive indo pegar eles no barco vindo de Manaus. Através do Moto Taxista, conseguimos chegar as três armas usadas no crime que estava com ele. E também chegamos a segunda pessoa que alugou o veículo para eles cometerem o crime. Duas das 3 armas são de uso exclusivo da Policia Civil do estado do Amazonas”. Rodrigues revelou que os homens estavam com muita munição, pois foi recuperado mais de 60 munições sem ser usada e no local do crime foram feitos mais de 30 disparos.

Para entender o caso leia: Queima de arquivo!

O Moto Taxista, já foi enquadrado no crime de porte ilegal de arma de uso restrito e aguardar o final das investigações para ver até que ponto ele está ou não envolvido no crime, pois segundo sua versão, os homens pediram para ele guardar uma mochila da qual ele não sabia que dentro dela estavam as armas.

O carro que foi alugado pertence a uma pessoa física que também prestará seu depoimento, para depois a polícia concluir se ele sabia ou não que o veículo iria ser usado para cometer o crime.

Os dois homens que vieram de Manaus, ficaram em uma pousada que o nome não foi revelado pela polícia que fica no centro da cidade de Oriximiná onde deram nomes falsos.

A polícia não quis dizer se já está na cola dos assassinos, mas sabe que eles saíram ontem mesmo da cidade tem como pista que foram para Santarém, Porto Trombetas ou Manaus. Isso não foi revelado claramente mas estão em algum barco no rio Amazonas o destino ainda não se sabe ou melhor não revelaram a nossa equipe.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp