09/11/2016 às 09h38min - Atualizada em 09/11/2016 às 09h38min

A cidade de Óbidos, esta entulhada de lixo, deixando a cidade mais portuguesa da Amazônia suja e feia

Atraindo, roedores e animais peçonhentos, aumentando o risco de doenças. Óbidos vive uma triste, fedorenta e suja realidade com entulho ainda do dia dos finados.

Por: Walmir Ferreira
Foto: Portal Obidense

ÓBIDOS - O dia de Finados já passou e as homenagens aos entes que já se foram também. O obidense aproveitou o dia 02 de novembro para fazer sua homenagem e relembrar os momentos com os familiares e amigos que já não estão mais neste plano espiritual.

Mas, parece que o que morreu mesmo foi o serviço de recolhimento de lixo na zona urbana de Óbidos, Oeste do Pará. Aos arredores do cemitério todo o material que foi despejado continuou alí, e acumulando aos montes. São plásticos, papelão, papel, vidros. Materiais que vão acumulando e provocando o aparecimento de ratos e urubus.

Esta não é uma triste realidade apenas do Bairro Santa Terezinha. No centro de Óbidos, na praça Barão do Rio Branco a situação é semelhante. A estação faz com que a árvore de castanhola renove suas folhas e sem a limpeza a praça está tomada pelas secas folhas. Os lixeiros estão lotados e faz com que seja uma atração para urubus que espalham os restos de comida que encontram nas sacolas.

Um problema do centro aos bairros mais afastados. Na Cidade Nova os moradores se queixam do lixo acumulado. São sacolas plásticas cheias de resíduos sólidos. Os roedores, urubus e insetos se proliferam sem a retirada pelo setor responsável.

A secretaria municipal de Infraestrutura e urbanismo não se manifestou sobre o assunto com nossa equipe.

Abaixo segue fotos de alguns pontos da cidade citado na matéria

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp